Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.

Mas o que entra pela porta é o pastor das ovelhas.

Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem,

Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu, e Deus meu!

Mas o que é mercenário, e não pastor, de quem não são as ovelhas, vendo vir o lobo, deixa as ovelhas e foge; e o lobo as arrebata e dispersa.

Rogou-lhe o oficial: Senhor, desce antes que meu filho morra.

Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco; a essas também me importa conduzir, e elas ouvirão a minha voz; e haverá um rebanho e um pastor.

Disse, pois, Marta a Jesus: Senhor, se meu irmão não teria morrido.

E perguntaram-lhe eles: Mulher, por que choras? Respondeu-lhes: Porque tiraram o meu Senhor, e não sei onde o puseram.

Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; entretanto o meu reino não é daqui.

Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não somente os meus pés, mas também as mãos e a cabeça.

Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamei-vos amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos dei a conhecer.

Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso eu vos disse que ele, recebendo do que é meu, vo-lo anunciará.

Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o viticultor.

Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.

Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.

Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia; viu-o, e alegrou-se.

Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos.

Como o Pai me amou, assim também eu vos amei; permanecei no meu amor.

Se eu der testemunho de mim mesmo, o meu testemunho não é verdadeiro.

Porque a minha carne verdadeiramente é comida, e o meu sangue verdadeiramente é bebida.

e tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai.

Se me amardes, guardareis os meus mandamentos.

Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.

Disse-lhes, então, Jesus: Ainda não é chegado o meu tempo; mas o vosso tempo sempre está presente.

Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.

Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele.

Disse-lhe Jesus: Deixa de me tocar, porque ainda não subi ao Pai; mas vai a meus irmãos e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus.

Tendo, pois, Maria chegado ao lugar onde Jesus estava, e vendo-a, lançou-se-lhe aos pés e disse: Senhor, se tu estiveras aqui, meu irmão não teria morrido.

Estas coisas vos tenho dito, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo.

O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.

Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que o vosso gozo seja completo.

Se alguém me quiser servir, siga-me; e onde eu estiver, ali estará também o meu servo; se alguém me servir, o Pai o honrará.

Perguntavam-lhe, pois: Onde está teu pai? Jesus respondeu: Não me conheceis a mim, nem a meu Pai; se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai.

Aquele que me odeia a mim, odeia também a meu Pai.

Subi vós à festa; eu não subo ainda a esta festa, porque ainda não é chegado o meu tempo.

Eu falo do que vi junto de meu Pai; e vós fazeis o que também ouvistes de vosso pai.

E, mesmo que eu julgue, o meu juízo é verdadeiro; porque não sou eu só, mas eu e o Pai que me enviou.

Se não faço as obras de meu Pai, não me acrediteis.

Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu a farei.

Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes? Respondeu-lhe: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeirinhos.

da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais,

Ele me glorificará, porque receberá do que é meu, e vo-lo anunciará.

Respondeu-lhe Jesus: Se alguém me amar, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos a ele, e faremos nele morada.

Porquanto esta é a vontade de meu Pai: Que todo aquele que vê o Filho e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.

Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito.

Mas Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também.

Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: Não foi Moisés que vos deu o pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu.