Filho meu, se o teu coração for sábio, alegrar-se-á o meu coração, sim, ó, meu próprio;

Filho meu, não rejeites a disciplina do Senhor, nem te enojes da sua repreensão;

Quem pode dizer: Purifiquei o meu coração, limpo estou de meu pecado?

Filho meu, dá-me o teu coração; e deleitem-se os teus olhos nos meus caminhos.

Sê sábio, filho meu, e alegra o meu coração, para que eu tenha o que responder àquele que me vituperar.

Filho meu, não te esqueças da minha instrução, e o teu coração guarde os meus mandamentos;

Filho meu, teme ao Senhor, e ao rei; e não te entremetas com os que gostam de mudanças.

Filho meu, guarda as minhas palavras, e entesoura contigo os meus mandamentos.

não quiseram o meu conselho e desprezaram toda a minha repreensão;

Já perfumei o meu leito com mirra, aloés e cinamomo.

Filho meu, se aceitares as minhas palavras, e entesourares contigo os meus mandamentos,

Que te direi, filho meu? e que te direi, ó filho do meu ventre? e que te direi, ó filho dos meus votos?

Pois eu vos dou boa doutrina; não abandoneis o meu ensino.

e digas: Como detestei a disciplina! e desprezou o meu coração a repreensão!

Meu é o conselho, e a verdadeira sabedoria; eu sou o entendimento; minha é a fortaleza.

e exultará o meu coração, quando os teus lábios falarem coisas retas.

antes desprezastes todo o meu conselho, e não fizestes caso da minha repreensão;

Filho meu, atenta para as minhas palavras; inclina o teu ouvido às minhas instruções.

Ouve tu, filho meu, e sê sábio; e dirige no caminho o teu coração.

filho meu, não andes no caminho com eles; guarda da sua vereda o teu pé,

Inclina o teu ouvido e ouve as palavras dos sábios, e aplica o teu coração ao meu conhecimento.

Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensino de tua mãe.

e não escutei a voz dos que me ensinavam, nem aos que me instruíam inclinei o meu ouvido!

Filho meu, guarda o mandamento de, teu pai, e não abandones a instrução de tua mãe;

Melhor é o meu fruto do que o ouro, sim, do que o ouro refinado; e a minha renda melhor do que a prata escolhida.

ele me ensinava, e me dizia: Retenha o teu coração as minhas palavras; guarda os meus mandamentos, e vive.

E por que, filho meu, andarias atraído pela mulher licenciosa, e abraçarias o seio da adúltera?

Filho meu, não se apartem estas coisas dos teus olhos: guarda a verdadeira sabedoria e o bom siso;

Sacrifícios pacíficos tenho comigo; hoje paguei os meus votos.

Convertei-vos pela minha repreensão; eis que derramarei sobre vós o meu; espírito e vos farei saber as minhas palavras.

Filho meu, se os pecadores te quiserem seduzir, não consintas.

Porque a minha boca profere a verdade, os meus lábios abominam a impiedade.

Vinde, comei do meu pão, e bebei do vinho que tenho misturado.

Filho meu, atende à minha sabedoria; inclinam teu ouvido à minha prudência;

Porque meu marido não está em casa; foi fazer uma jornada ao longe;

Ouvi vós, porque profiro coisas excelentes; os meus lábios se abrem para a eqüidade.

Agora, pois, filhos, ouvi-me; porque felizes são os que guardam os meus caminhos.

Cessa, filho meu, de ouvir a instrução, e logo te desviarás das palavras do conhecimento.

Faze pois isto agora, filho meu, e livra-te, pois já caíste nas mãos do teu próximo; vai, humilha-te, e importuna o teu próximo;

Filho meu, se ficaste por fiador do teu próximo, se te empenhaste por um estranho,

Observa os meus mandamentos e vive; guarda a minha lei, como a menina dos teus olhos.

Porquanto aborreceram o conhecimento, e não preferiram o temor do Senhor;

O cobiçoso levanta contendas; mas o que confia no senhor prosperará.

Ouve, filho meu, e aceita as minhas palavras, para que se multipliquem os anos da tua vida.

O temor do Senhor é o princípio sabedoria; e o conhecimento do Santo é o entendimento.

então entenderás o temor do Senhor, e acharás o conhecimento de Deus.

O Senhor pela sabedoria fundou a terra; pelo entendimento estabeleceu o céu.

Porque o que me achar achará a vida, e alcançará o favor do Senhor.

Come mel, filho meu, porque é bom, e do favo de mel, que é doce ao teu paladar.

Porque o Senhor dá a sabedoria; da sua boca procedem o conhecimento e o entendimento;