O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.

Mas o Senhor tem sido o meu alto retiro, e o meu Deus a rocha do meu alto retiro, e o meu Deus a rocha do meu refúgio.

Acorda e desperta para o meu julgamento, para a minha causa, Deus meu, e Senhor meu.

O Senhor é a minha rocha, a minha fortaleza e o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo, em quem me refúgio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refúgio.

Quando disseste: Buscai o meu rosto; o meu coração te disse a ti: O teu rosto, Senhor, buscarei.

Direi do Senhor: Ele é o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio.

Ouve, Senhor, e tem compaixão de mim! O Senhor, sê o meu ajudador!

O Senhor é a minha força e o meu escudo; nele confiou o meu coração, e fui socorrido; pelo que o meu coração salta de prazer, e com o meu cântico o louvarei.

Senhor, diante de ti está todo o meu desejo, e o meu suspirar não te é oculto.

Ó Senhor, meu Senhor, meu forte libertador, tu cobriste a minha cabeça no dia da batalha.

O Senhor é o meu quinhão; prometo observar as tuas palavras.

Louvar-te-ei, Senhor Deus meu, de todo o meu coração, e glorificarei o teu nome para sempre.

A ti, ó Senhor, clamei; eu disse: Tu és o meu refúgio, o meu quinhão na terra dos viventes.

Tu, Senhor, és a porção da minha herança e do meu cálice; tu és o sustentáculo do meu quinhão.

Eu, na verdade, sou pobre e necessitado, mas o Senhor cuida de mim. Tu és o meu auxílio e o meu libertador; não te detenhas, ó Deus meu.

Digo ao Senhor: Tu és o meu Senhor; além de ti não tenho outro bem.

Ó pastor de Israel, dá ouvidos; tu, que guias a José como a um rebanho, que estás entronizado sobre os querubins, resplandece.

Examina-me, Senhor, e prova-me; esquadrinha o meu coração e a minha mente.

Se meu pai e minha mãe me abandonarem, então o Senhor me acolherá.

Quando eu disse: O meu pé resvala; a tua benignidade, Senhor, me susteve.

Ó Senhor, ouve a minha oração, e chegue a ti o meu clamor.

O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra.

Surpreenderam-me eles no dia da minha calamidade, mas o Senhor foi o meu amparo.

O Senhor é a minha força e o meu cântico; tornou-se a minha salvação.

Mas os meus olhos te contemplam, ó Senhor, meu Senhor; em ti tenho buscado refúgio; não me deixes sem defesa!

Considera e responde-me, ó Senhor, Deus meu; alumia os meus olhos para que eu não durma o sono da morte;

Faze-me conhecer, ó Senhor, o meu fim, e qual a medida dos meus dias, para que eu saiba quão frágil sou.

Ergue-te, Senhor, na tua ira; levanta-te contra o furor dos meus inimigos; desperta-te, meu Deus, pois tens ordenado o juízo.

Mas por ti, Senhor, espero; tu, Senhor meu Deus, responderás.

Digna-te, Senhor, livra-me; Senhor, apressa-te em meu auxílio.

Senhor, Deus meu, confio, salva-me de todo o que me persegue, e livra-me;

Sim, tu acendes a minha candeia; o Senhor meu Deus alumia as minhas trevas.

Abre, Senhor, os meus lábios, e a minha boca proclamará o teu louvor.

Se eu tivesse guardado iniqüidade no meu coração, o Senhor não me teria ouvido;

Chegue a ti o meu clamor, ó Senhor; dá-me entendimento conforme a tua palavra.

Anelo por tua salvação, ó Senhor; a tua lei é o meu prazer.

Eis que Deus é o meu ajudador; o Senhor é quem sustenta a minha vida.

Os meus olhos estão postos continuamente no Senhor, pois ele tirará do laço os meus pés.

Tem compaixão de mim, ó Senhor, porque estou angustiado; consumidos estão de tristeza os meus olhos, a minha alma e o meu corpo.

Eu te louvarei, Senhor, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas.

O meu pé está firme em terreno plano; nas congregações bendirei ao Senhor.

Eu, porém, estou aflito e necessitado; apressa-te em me valer, ó Deus. Tu és o meu amparo e o meu libertador; Senhor, não te detenhas.

Pagarei os meus votos ao Senhor, na presença de todo o seu povo.

Pagarei os meus votos ao Senhor, na presença de todo o seu povo,

Clamo de todo o meu coração; atende-me, Senhor! Eu guardarei os teus estatutos.

Eu disse, ao Senhor: Tu és o meu Deus; dá ouvidos, ó Senhor, à voz das minhas súplicas.

Confessei-te o meu pecado, e a minha iniqüidade não encobri. Disse eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a culpa do meu pecado.

Senhor, o meu coração não é soberbo, nem os meus olhos são altivos; não me ocupo de assuntos grandes e maravilhosos demais para mim.

Apressa-te em meu auxílio, Senhor, minha salvação.

Ajuda-me, Senhor, Deus meu; salva-me segundo a tua benignidade.