1 "Quando Israel era menino, eu o amei, e do Egito chamei o meu filho.

2 Mas, quanto mais eu o chamava, mais eles se afastavam de mim. Eles ofereceram sacrifícios aos baalins e queimaram incenso os ídolos esculpidos.

3 Mas fui eu quem ensinou Efraim a andar, tomando-o nos braços; mas eles não perceberam que fui eu quem os curou.

4 Eu os conduzi com laços de bondade humana e de amor; tirei do seu pescoço o jugo e me inclinei para alimentá-los.

5 "Acaso não voltarão ao Egito e a Assíria não os dominará porque eles se recusam a arrepender-se?

6 A espada reluzirá em suas cidades, destruirá as trancas de suas portas e dará fim aos seus planos.

7 O meu povo está decidido a desviar-se de mim. Embora sejam conclamados a servir ao Altíssimo, de modo algum o exaltam.

8 "Como posso desistir de você, Efraim? Como posso entregar você nas mãos de outros, Israel? Como posso tratá-lo como tratei Admá? Como posso fazer com você o que fiz com Zeboim? O meu coração está enternecido, despertou-se toda a minha compaixão.

9 Não executarei a minha ira impetuosa, não tornarei a destruir Efraim. Pois sou Deus, e não homem, o Santo no meio de vocês. Não virei com ira.

10 Eles seguirão o Senhor; ele rugirá como leão. Quando ele rugir, os seus filhos virão tremendo desde o Ocidente.

11 Virão voando do Egito como aves, da Assíria como pombas. Eu os estabelecerei em seus lares"; palavra do Senhor.

12 Efraim me cercou de mentiras, a casa de Israel de enganos, e Judá é rebelde contra Deus, a saber, contra o Santo fiel.

Oséias 11:1-12