10

2 Direi a Deus: Não me condenes;diz-me antes por que razão contendes comigo.

3 Parece-te realmente justo oprimires-me e desprezares-me,a mim, um ser humano que tu criaste? E dar alegria e prosperidade ao malvado?

4 Tens tu uma mente carnal, como toda a gente?

5 Será a tua vida como a de um mortal, que me persigaspor pecados que sabes muito bem que não cometi? Será isso que ninguém me pode salvar das tuas mãos?

8 Tu criaste-me e mesmo assim destróis-me.

9 Oh, peço-te que te lembres que sou feito de terra- irás fazer-me de novo em pó, assim tão depressa?

10 Tu já me tens andado a vazar de jarro para jarro, como leite,e me coalhaste como queijo.

11 Juntaste-me os ossos, entreteceste os nervos,revestiste-me de carne e de pele.

12 Deste-me vida, revelaste para comigo atenção e amor,fui protegido pelos teus cuidados.

16 Se começo a tentar erguer-me,saltas sobre mim como um leão e rapidamente acabas comigo.

17 Renovas, sem cessar os teus testemunhos contra a minha pessoae derramas sobre mim um volume cada vez maior de ira. Para me atacar tens armas sempre novas e diferentes.