Um dos discípulos, a quem Jesus amava, estava à mesa reclinado ao peito de Jesus.

Conduziram a Jesus o jumentinho, cobriram-no com seus mantos, e Jesus montou nele.

Entrou novamente no pretório e perguntou a Jesus: De onde és tu? Mas Jesus não lhe respondeu.

E trouxeram a Jesus o jumentinho, sobre o qual deitaram seus mantos e fizeram Jesus montar.

Também foram convidados Jesus e os seus discípulos.

Jesus pôs-se a chorar.

Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!

Se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, cremos também que Deus levará com Jesus os que nele morreram.

Um fariseu convidou Jesus a ir comer com ele. Jesus entrou na casa dele e pôs-se à mesa.

Trazemos sempre em nosso corpo os traços da morte de Jesus para que também a vida de Jesus se manifeste em nosso corpo.

Responderam a Jesus: "Não o sabemos." "E eu tampouco vos direi, disse Jesus, com que direito faço estas coisas."

Sabendo que era Jesus de Nazaré, começou a gritar: "Jesus, filho de Davi, em compaixão de mim!"

Paulo, apóstolo de Jesus Cristo por ordem de Deus, nosso Salvador, e de Jesus Cristo, nossa esperança,

Em nome do Senhor Jesus -, reunidos vós e o meu espírito, com o poder de nosso Senhor Jesus -,

Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos cristãos de Éfeso e aos que crêem em Jesus Cristo.

Pois sabemos que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus, nos ressuscitará também a nós com Jesus e nos fará comparecer diante dele convosco.

Vai, disse-lhe Jesus, o teu filho está passando bem! O homem acreditou na palavra de Jesus e partiu.

Responderam a Jesus: Não sabemos. Pois eu tampouco vos digo, retorquiu Jesus, com que direito faço estas coisas.

Paulo, apóstolo de Jesus Cristo pela vontade de Deus para anunciar a promessa da vida que está em Jesus Cristo,

Jesus disse-lhe: Vai, a tua fé te salvou." No mesmo instante, ele recuperou a vista e foi seguindo Jesus pelo caminho.

Jesus compareceu diante do governador, que o interrogou: És o rei dos judeus? Sim, respondeu-lhe Jesus.

Estava Jesus ensinando na sinagoga em um sábado.

Então elas se lembraram das palavras de Jesus.

Jesus levantou-se e o foi seguindo com seus discípulos.

{se bem que não era Jesus quem batizava, mas os seus discípulos}.

Os discípulos foram e executaram a ordem de Jesus.

Disse-lhe Jesus: Eu irei e o curarei.

A graça do Senhor Jesus esteja convosco.

{Ele sabia que tinham entregue Jesus por inveja.}

Disse-lhe Jesus: Teu irmão ressurgirá.

Disse-lhe Jesus: Sou eu, quem fala contigo.

Jesus respondeu: Também eu vos farei uma pergunta.

Dirigiu-se Jesus para o monte das Oliveiras.

Disse-lhes Jesus: E vós quem dizeis que eu sou?

Como os fariseus se agrupassem, Jesus interrogou-os:

Jesus percebeu a astúcia e respondeu-lhes:

Respondeu-lhes Jesus: Não murmureis entre vós.

A graça do Senhor Jesus esteja com todos.

Jesus replicou-lhes: Credes agora!...

Julguei não dever saber coisa alguma entre vós, senão Jesus Cristo, e Jesus Cristo crucificado.

De fato, não nos pregamos, a nós mesmos, mas a Jesus Cristo, o Senhor. Quanto a nós, consideramo-nos servos vossos por amor de Jesus.

Depois disso, José de Arimatéia, que era discípulo de Jesus, mas ocultamente, por medo dos judeus, rogou a Pilatos a autorização para tirar o corpo de Jesus. Pilatos permitiu. Foi, pois, e tirou o corpo de Jesus.

Disse-lhe Jesus: É, então, para isso que vens aqui? Em seguida, adiantaram-se eles e lançaram mão em Jesus para prendê-lo.

Para que seja glorificado o nome de nosso Senhor Jesus em vós, e vós nele, segundo a graça de nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo.

As mulheres, que tinham vindo com Jesus da Galiléia, acompanharam José. Elas viram o túmulo e o modo como o corpo de Jesus ali fora depositado.

Um jovem aproximou-se de Jesus e lhe perguntou: Mestre, que devo fazer de bom para ter a vida eterna? Disse-lhe Jesus:

Jesus lhe disse: Vê! Tua fé te salvou.

Respondeu-lhes Jesus: Cuidai que ninguém vos seduza.

À sua volta, Jesus foi recebido por uma multidão que o esperava.

Jesus o despediu imediatamente com esta severa admoestação: