Miquéias 6

1 Ouvi agora o que diz o SENHOR: Levanta-te, contende com os montes, e ouçam os outeiros a tua voz.

2 Ouvi, montes, a demanda do Senhor, e vós, fortes fundamentos da terra; porque o Senhor tem uma demanda com o seu povo, e com Israel entrará em juízo.

3 Ó povo meu; que te tenho feito? E com que te enfadei? Testifica contra mim.

4 Pois te fiz subir da terra do Egito, e da casa da servidão te remi; e enviei adiante de ti a Moisés, Arão e Miriã.

5 Povo meu, lembra-te agora do que consultou Balaque, rei de Moabe, e o que lhe respondeu Balaão, filho de Beor, e do que aconteceu desde Sitim até Gilgal, para que conheças as justiças do Senhor.

6 Com que me apresentarei ao Senhor, e me inclinarei diante do Deus altíssimo? Apresentar-me-ei diante dele com holocaustos, com bezerros de um ano?

7 Agradar-se-á o Senhor de milhares de carneiros, ou de dez mil ribeiros de azeite? Darei o meu primogênito pela minha transgressão, o fruto do meu ventre pelo pecado da minha alma?

8 Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com o teu Deus?

9 A voz do Senhor clama à cidade e o que é sábio verá o teu nome. Ouvi a vara, e quem a ordenou.

10 Ainda há na casa do ímpio tesouros da impiedade, e medida escassa, que é detestável?

11 Seria eu limpo com balanças falsas, e com uma bolsa de pesos enganosos?

12 Porque os seus ricos estão cheios de violência, e os seus habitantes falam mentiras e a sua língua é enganosa na sua boca.

13 Assim eu também te enfraquecerei, ferindo-te e assolando-te por causa dos teus pecados.

14 Tu comerás, mas não te fartarás, e a tua humilhação estará no meio de ti; removerás os teus bens mas não livrarás; e aquilo que livrares, eu o entregarei à espada.

15 Tu semearás, mas não segarás; pisarás a azeitona, mas não te ungirás com azeite; e pisarás o mosto, mas não beberás vinho.

16 Porque se observam os estatutos de Onri, e toda a obra da casa de Acabe, e andais nos conselhos deles; para que eu te faça uma desolação, e dos seus habitantes um assobio; assim trareis sobre vós o opróbrio do meu povo.

1 Audite, quae Dominus loqui tur: Surge, contende iudicio coram montibus,et audiant colles vocem tuam ".

2 Audite, montes, iudicium Domini,et auscultate, fundamenta terrae;quia iudicium Domini cum populo suo,et cum Israel iudicio contendit.

3 " Popule meus, quid feci tibiet quid molestus fui tibi?Responde mihi.

4 Ego eduxi te de terra Aegyptiet de domo servientium liberavi teet misi ante faciem tuam Moysenet Aaron et Mariam.

5 Popule meus, memento, quaeso,quid cogitaverit Balac rex Moab,et quid responderit ei Balaam filius Beor,de Settim usque ad Galgalam,ut cognoscas iustitias Domini ".

6 " Quid dignum offeram Domino,dum curvo genu Deo excelso?Numquid offeram ei holocautomataet vitulos anniculos?

7 Numquid placebunt Domino milia arietum,multa milia torrentium olei?Numquid dabo primogenitum meum pro scelere meo,fructum ventris mei pro peccato animae meae?".

8 Indicatum est tibi, o homo, quid sit bonum,et quid Dominus quaerat a te:utique facere iudicium et diligere caritatemet sollicitum ambulare cum Deo tuo.

9 Vox Domini ad civitatem clamat et sapientia est timere nomen tuum -: Audite, tribus et coetus civitatis!

10 Numquid tolerabo batum iniquumet ephi minus maledictum?

11 Numquid iustificabo stateram impiamet saccelli pondera dolosa?

12 Quia divites eius repleti sunt iniquitate,et habitantes in ea loquebantur mendacium,et lingua eorum fraudulenta in ore eorum.

13 Ego ergo coepi percutere teperditione super peccatis tuis.

14 Tu comedes et non saturaberis,et sordes tuae in medio tui.Tu removebis et non salvabis;et, quos salvaveris, in gladium dabo.

15 Tu seminabis et non metes,tu calcabis olivam et non ungeris oleo,mustum et non bibes vinum.

16 Custodisti praecepta Amriet omne opus domus Achab;et ambulasti in voluntatibus eorum,ut darem te in perditionemet habitantes tuos in sibilum:et opprobrium populorum portabitis ".