2 Crônicas 15

1 Então o Espírito de Deus veio sobre Azarias, filho de Odede,

2 e ele foi ao encontro do rei Asa. “Ouça-me, Asa!”, disse ele. “Ouça-me todo o povo de Judá e de Benjamim! O Senhor estará com vocês enquanto estiverem com ele! Sempre que o buscarem, o encontrarão. Mas, se o abandonarem, ele os abandonará.

3 Durante muito tempo, Israel esteve sem o verdadeiro Deus, sem sacerdote para ensiná-los e sem lei para instruí-los.

4 No entanto, sempre que se viram em dificuldades e se voltaram para o Senhor, o Deus de Israel, e o buscaram, eles o encontraram.

5 “Naquele tempo, não era seguro viajar. Problemas afligiam os habitantes de todas as terras.

6 Uma nação lutava contra outra, e uma cidade contra outra, pois Deus os afligia com todo tipo de angústia.

7 Quanto a vocês, porém, sejam fortes e corajosos, pois seu trabalho será recompensado.”

8 Quando Asa ouviu essa mensagem do profeta Azarias, encheu-se de coragem e removeu todos os ídolos repulsivos da terra de Judá e de Benjamim e das cidades que ele havia capturado na região montanhosa de Efraim. Além disso, restaurou o altar do Senhor, que ficava na frente da sala de entrada do templo do Senhor.

9 Depois, Asa reuniu todo o povo de Judá e de Benjamim, e também o povo de Efraim, de Manassés e de Simeão que havia se estabelecido entre eles. Muita gente de Israel tinha se mudado para Judá no reinado de Asa, quando viu que o Senhor, seu Deus, estava com ele.

10 Reuniram-se em Jerusalém no terceiro mês do décimo quinto ano do reinado de Asa.

11 Naquele dia, sacrificaram ao Senhor setecentos bois e sete mil ovelhas dos despojos que haviam tomado na batalha.

12 Então fizeram um acordo de buscar o Senhor, o Deus de seus antepassados, de todo o coração e de toda a alma.

13 Concordaram que qualquer um que não buscasse o Senhor, o Deus de Israel, deveria morrer, jovem ou idoso, homem ou mulher.

14 Fizeram esse juramento de lealdade ao Senhor em alta voz, ao som de trombetas e clarins.

15 Todo o Judá se alegrou com esse acordo, pois o fizeram de todo o coração. Buscaram o Senhor com sinceridade e o encontraram. E o Senhor lhes deu descanso de todos os lados.

16 O rei Asa chegou a depor sua avó Maaca da posição de rainha-mãe, pois ela havia feito um poste obsceno para a deusa Aserá. Derrubou esse poste obsceno, o quebrou e o queimou no vale de Cedrom.

17 Embora os santuários idólatras não tivessem sido removidos de Israel, o coração de Asa permaneceu inteiramente fiel durante toda a sua vida.

18 Ele trouxe para o templo de Deus a prata, o ouro e os diversos utensílios que ele e seu pai haviam consagrado.

19 Não houve mais guerra até o trigésimo quinto ano do reinado de Asa.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.