Jó 11

1 Então Zofar, de Naamá, respondeu a Jó:

2 “Não haverá resposta a essa torrente de palavras? Uma pessoa é inocentada só por falar muito?

3 Devem todos calar-se enquanto você continua a tagarelar? Quando zomba de Deus, ninguém o repreenderá?

4 Você afirma: ‘Minhas crenças são puras’ e ‘Sou limpo aos olhos de Deus’.

5 Se ao menos Deus se pronunciasse e lhe dissesse o que pensa!

6 Se ao menos lhe revelasse os segredos da sabedoria, pois a verdadeira sabedoria não é coisa simples! Escute! Deus sem dúvida o está castigando muito menos do que você merece.

7 “Acaso você pode desvendar os mistérios de Deus e descobrir tudo sobre o Todo-poderoso?

8 Esse conhecimento é mais alto que os céus, e o que você pode fazer? É mais profundo que o abismo, e o que você pode saber?

9 É mais vasto que a terra e mais amplo que o mar.

10 Se Deus passa e prende alguém ou convoca o tribunal, quem pode detê-lo?

11 Pois ele conhece os falsos e registra seus pecados.

12 É tão impossível um tolo tornar-se sábio como um jumento selvagem dar à luz uma criança.

13 “Se ao menos você preparasse o coração e levantasse as mãos a Deus em oração!

14 Livre-se de seus pecados e deixe toda a maldade para trás.

15 Então seu rosto se iluminará com a inocência; você será forte e não terá medo.

16 Você se esquecerá de seus sofrimentos; serão como águas passadas.

17 Sua vida será mais luminosa que o meio-dia; até a escuridão será clara como a manhã.

18 Você se sentirá seguro, pois terá esperança; estará protegido e descansará tranquilo.

19 Sem medo se deitará, e muitos buscarão sua ajuda.

20 Os perversos, porém, ficarão cegos, sem ter para onde fugir; sua única esperança será a morte”.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.