34

1 Eliú continuou:

2 Escutem-me vocês, sábios, ouçam vocês que são entendidos.

3 Porque o ouvido testa as palavras,tal como a língua o faz para o que se come.

4 Da mesma forma, deveríamos saber escolheraquilo que é recto. No entanto antes de mais deveríamos definir entre nóso que é bom.

5 Porque Job disse. 'Estou inocente, e Deus diz-me que não.

6 Sou chamado mentiroso, e no entanto estou inocente. Sou tremendamente castigado, mesmo sem ter pecado!'

7 Alguma vez já se viu uma arrogância destas? Isto é mesmo de pessoasque devem ter passado muito tempo no meio de gente má,pois que diz: 'Para que serve perder tempo a agradar a Deus?'

10 Dêem-me atenção, vocês, gente de entendimento. Todo o mundo sabe, absolutamente, que Deus não peca!

11 Mas ele retribui às pessoas conforme o que fazem,compensa-as segundo merece a sua conduta.

12 É coisa que não se discute, que Deus nunca é mau nem injusto.

13 Só ele tem autoridade sobre a Terra e dispensa justiça ao mundo.

16 Ouçam-me pois, e tentem compreender.

17 Poderia Deus governar isto tudo, se odiasse a justiça? Seriam vocês capazes de condenar esse poderoso juiz?

18 Quem ousaria condenar este Deus que diz a reis e a nobres,'vocês são maus e injustos?'

19 Porque não olha a que posição social uma pessoa possa pertencer,nem dá mais atenção ao rico do que ao pobre. Foi o Criador deles todos.

20 Todos eles podem passar desta vida, dum momento para o outro. Em plena noite, grandes ou pequenos, podem partir,sem qualquer intervenção humana.

21 Deus vigia cuidadosamente sobre os caminhos de cada um;vê a todos.

22 Não há escuridão suficientemente espessapara ocultar os ímpios aos seus olhos;

23 é por isso que nem sequer é preciso ficar à esperaque alguém cometa um grande crimepara ser chamado a juízo perante Deus.

24 Sem fazer disso um caso sensacional, Deus simplesmente destrói,nem que seja o maior dos seres humanos, e o substitui por outro.

25 Sabe tudo o que eles fazem, e numa só noite pode deitá-los abaixo,

28 o que fez com que o grito do pobre chegasse até Deus. Sim, ele ouve os gritos dos oprimidos.

33 Iria Deus aplicar a justiça duma forma especial,conforme as vossas pretensões? Vocês é que têm de responder, não eu. Digam então o que pensam.

36 Deverias ser provado até ao fimpela forma condenável como falaste de Deus.

37 É que dessa forma acrescentaste rebelião, arrogância e blasfémiaaos teus outros pecados.