4

1 Resposta que Elifaz o temanita deu a Job:

2 Permites-me uma palavra? Quem é que poderia impedir-se de falar?

3 No passado levaste muitas almas aflitas a confiarem em Deus,e encorajaste aqueles que estavam fracos, desfalecendo,ou que se encontravam prostrados e caídos no desespero.

5 No entanto agora, quando é sobre ti que a desgraça se abate,estás tu em baixo.

6 Em tempos como este não seria a confiança em Deusque te havia de dar força? Não deverias tu crer que Deus ainda se ocupa daqueles que são íntegros para com ele?

7 Pára e pensa um pouco! Já alguma vez viste alguémque sendo verdadeiramente recto e inocentetivesse sido castigado?

8 A experiência ela própria ensinaque são aqueles que semeiam o pecado e a inquietaçãoque colhem as mesmas coisas. Esses morrem sob a mão de Deus.

12 Esta verdade foi-me comunicada em segredo, como que soprada aos ouvidos.

13 Veio-me esta noite, numa visão, enquanto outros dormiam.

16 Sentia a presença do espírito mas não podia vê-lo ali. No meio daquele silêncio horrível ouvi uma voz:

17 'Será um simples ser humano mais justo do que Deus,mais puro do que o seu Criador?'

18 Até nos seus servos não confia,e os seus próprios mensageiros se podem enganar

19 quanto menos ainda nos seres humanos, feitos de terra,e que se podem esmagar como se fossem simples traças!

20 Estão com vida durante a manhã,e pela tardinha podem encontrar-se mortos,desaparecendo para sempre, sem que alguém se aperceba do caso!

21 Se o fio da sua vida se quebra,morrem; e sem sabedoria!