Provérbios 3

1 Meu filho, não te esqueças de meu ensinamento e guarda meus preceitos em teu coração

2 porque, com longos dias e anos de vida, assegurar-te-ão eles a felicidade.

3 Oxalá a bondade e a fidelidade não se afastem de ti! Ata-as ao teu pescoço, grava-as em teu coração!

4 Assim obterás graça e reputação aos olhos de Deus e dos homens.

5 Que teu coração deposite toda a sua confiança no Senhor! Não te firmes em tua própria sabedoria!

6 Sejam quais forem os teus caminhos, pensa nele, e ele aplainará tuas sendas.

7 Não sejas sábio aos teus próprios olhos, teme o Senhor e afasta-te do mal.

8 Isto será saúde para teu corpo e refrigério para teus ossos.

9 Honra o Senhor com teus haveres, e com as primícias de todas as tuas colheitas.

10 Então, teus celeiros se abarrotarão de trigo e teus lagares transbordarão de vinho.

11 Meu filho, não desprezes a correção do Senhor, nem te espantes de que ele te repreenda,

12 porque o Senhor castiga aquele a quem ama, e pune o filho a quem muito estima.

13 Feliz do homem que encontrou a sabedoria, daquele que adquiriu a inteligência,

14 porque mais vale este lucro que o da prata, e o fruto que se obtém é melhor que o fino ouro.

15 Ela é mais preciosa que as pérolas, jóia alguma a pode igualar.

16 Na mão direita ela sustenta uma longa vida; na esquerda, riqueza e glória.

17 Seus caminhos estão semeados de delícias. Suas veredas são pacíficas.

18 É uma árvore de vida para aqueles que lançarem mãos dela. Quem a ela se apega é um homem feliz.

19 Foi pela sabedoria que o Senhor criou a terra, foi com inteligência que ele formou os céus.

20 Foi pela ciência que se fenderam os abismos, por ela as nuvens destilam o orvalho.

21 Meu filho, guarda a sabedoria e a reflexão, não as percas de vista.

22 Elas serão a vida de tua alma e um adorno para teu pescoço.

23 Então caminharás com segurança, sem que o teu pé tropece.

24 Se te deitares, não terás medo. Uma vez deitado, teu sono será doce.

25 Não terás a recear nem terrores repentinos, nem a tempestade que cai sobre os ímpios,

26 porque o Senhor é tua segurança e preservará teu pé de toda cilada.

27 Não negues um benefício a quem o solicita, quando está em teu poder conceder-lho.

28 Não digas ao teu próximo: Vai, volta depois! Eu te darei amanhã, quando dispões de meios.

29 Não maquines o mal contra teu vizinho, quando ele habita com toda a confiança perto de ti.

30 Não litigues com alguém sem ter motivo, se esse alguém não te fez mal algum.

31 Não invejes o homem violento, nem adotes o seu procedimento,

32 porque o Senhor detesta o que procede mal, mas reserva sua intimidade para os homens retos.

33 Sobre a casa do ímpio pesa a maldição divina, a bênção do Senhor repousa sobre a habitação do justo.

34 Se ele escarnece dos zombadores, concede a graça aos humildes.

35 A glória será o prêmio do sábio, a ignomínia será a herança dos insensatos.

Publicidade

Capítulos

Bíblias

Publicidade