Cânticos 7

1 Quão formosos são os teus pés nos sapatos, ó filha do príncipe! Os contornos de tuas coxas são como jóias, trabalhadas por mãos de artista.

2 O teu umbigo como uma taça redonda, a que não falta bebida; o teu ventre como montão de trigo, cercado de lírios.

3 Os teus dois seios como dois filhos gêmeos de gazela.

4 O teu pescoço como a torre de marfim; os teus olhos como as piscinas de Hesbom, junto à porta de Bate-Rabim; o teu nariz como torre do Líbano, que olha para Damasco.

5 A tua cabeça sobre ti é como o monte Carmelo, e os cabelos da tua cabeça como a púrpura; o rei está preso nas galerias.

6 Quão formosa, e quão aprazível és, ó amor em delícias!

7 A tua estatura é semelhante à palmeira; e os teus seios são semelhantes aos cachos de uvas.

8 Dizia eu: Subirei à palmeira, pegarei em seus ramos; e então os teus seios serão como os cachos na vide, e o cheiro da tua respiração como o das maçãs.

9 E a tua boca como o bom vinho para o meu amado, que se bebe suavemente, e faz com que falem os lábios dos que dormem.

10 Eu sou do meu amado, e ele me tem afeição.

11 Vem, ó amado meu, saiamos ao campo, passemos as noites nas aldeias.

12 Levantemo-nos de manhã para ir às vinhas, vejamos se florescem as vides, se já aparecem as tenras uvas, se já brotam as romãzeiras; ali te darei os meus amores.

13 As mandrágoras exalam o seu perfume, e às nossas portas há todo o gênero de excelentes frutos, novos e velhos; ó amado meu, eu os guardei para ti.

1 Convertere, convertere, Sula mitis;convertere, convertere, ut intueamur te.Quid aspicitis in Sulamitem,cum saltat inter binos choros?

2 Quam pulchri sunt pedes tui in calceamentis,filia principis!Flexurae femorum tuorum sicut monilia,quae fabricata sunt manu artificis.

3 Gremium tuum crater tornatilis:numquam indigeat vino mixto;venter tuus sicut acervus triticivallatus liliis.

4 Duo ubera tua sicut duo hinnuli,gemelli capreae,

5 collum tuum sicut turris eburnea.Oculi tui sicut piscinae in Hesebon,quae sunt ad portam Bathrabbim;nasus tuus sicut turris Libani,quae respicit contra Damascum.

6 Caput tuum ut Carmelus,et comae capitis tui sicut purpura;rex vincitur cincinnis.

7 Quam pulchra es et quam decora,carissima, in deliciis!

8 Statura tua assimilata est palmae,et ubera tua botris.

9 Dixi: " Ascendam in palmamet apprehendam fructus eius ".Et erunt ubera tua sicut botri vineae,et odor oris tui sicut malorum.

10 Guttur tuum sicut vinum optimum,dignum dilecto meo ad potandum,labiisque et dentibus illius ad ruminandum.

11 Ego dilecto meo,et ad me appetitus eius.

12 Veni, dilecte mi, egrediamur in agrum,commoremur in villis;

13 mane properabimus ad vineas,videbimus; si floruit vinea,si flores aperiuntur,si floruerunt mala punica;ibi dabo tibi amores meos.

14 Mandragorae dederunt odorem;in portis nostris omnia poma optima,nova et vetera,dilecte mi, servavi tibi.