Sofonias 1

1 Palavra do SENHOR, que veio a Sofonias, filho de Cusi, filho de Gedalias, filho de Amarias, filho de Ezequias, nos dias de Josias, filho de Amom, rei de Judá.

2 Hei de consumir por completo tudo de sobre a terra, diz o Senhor.

3 Consumirei os homens e os animais, consumirei as aves do céu, e os peixes do mar, e os tropeços juntamente com os ímpios; e exterminarei os homens de sobre a terra, diz o Senhor.

4 E estenderei a minha mão contra Judá, e contra todos os habitantes de Jerusalém, e exterminarei deste lugar o restante de Baal, e o nome dos sacerdotes dos ídolos, juntamente com os sacerdotes;

5 E os que sobre os telhados adoram o exército do céu; e os que se inclinam jurando ao Senhor, e juram por Milcom;

6 E os que deixam de andar em seguimento do Senhor, e os que não buscam ao Senhor, nem perguntam por ele.

7 Cala-te diante do Senhor DEUS, porque o dia do SENHOR está perto; porque o SENHOR preparou o sacrifício, e santificou os seus convidados.

8 Acontecerá que, no dia do sacrifício do Senhor, castigarei os príncipes, e os filhos do rei, e todos os que se vestem de trajes estrangeiros.

9 Castigarei naquele dia todo aquele que salta sobre o limiar, que enche de violência e engano a casa dos seus senhores.

10 E naquele dia, diz o Senhor, far-se-á ouvir uma voz de clamor desde a porta do peixe, e um uivo desde a segunda parte, e grande quebrantamento desde os outeiros.

11 Uivai vós, moradores de Mactes, porque todo o povo que mercadejava está arruinado, todos os que estavam carregados de dinheiro foram destruídos.

12 E há de ser que, naquele tempo, esquadrinharei a Jerusalém com lanternas, e castigarei os homens que se espessam como a borra do vinho, que dizem no seu coração: O Senhor não faz o bem nem faz o mal.

13 Por isso serão saqueados os seus bens, e assoladas as suas casas; e edificarão casas, mas não habitarão nelas, e plantarão vinhas, mas não lhes beberão o seu vinho.

14 O grande dia do Senhor está perto, sim, está perto, e se apressa muito; amarga é a voz do dia do Senhor; clamará ali o poderoso.

15 Aquele dia será um dia de indignação, dia de tribulação e de angústia, dia de alvoroço e de assolação, dia de trevas e de escuridão, dia de nuvens e de densas trevas,

16 Dia de trombeta e de alarido contra as cidades fortificadas e contra as torres altas.

17 E angustiarei os homens, que andarão como cegos, porque pecaram contra o Senhor; e o seu sangue se derramará como pó, e a sua carne será como esterco.

18 Nem a sua prata nem o seu ouro os poderá livrar no dia da indignação do Senhor, mas pelo fogo do seu zelo toda esta terra será consumida, porque certamente fará de todos os moradores da terra uma destruição total e apressada.

1 Verbum Domini, quod factum est ad Sophoniam filium Chusi filii Godoliae filii Amariae filii Ezechiae, in diebus Iosiae filii Amon regis Iudae.

2 " Auferens auferam omniaa facie terrae,dicit Dominus,

3 auferam hominem et pecus,auferam volatile caeliet pisces maris.Et ruinae impiorum erunt;et disperdam homines a facie terrae,dicit Dominus.

4 Et extendam manum meam super Iudamet super omnes habitantes Ierusalem;et disperdam de loco hoc reliquias Baalet nomina aedituorum cum sacerdotibus

5 et eos, qui adorant super tectamilitiam caeliet adorant et iurant in Dominoet iurant in Melchom,

6 et qui avertuntur de post tergum Domini,et qui non quaerunt Dominum nec investigant eum ".

7 Silete a facie Domini Dei,quia iuxta est dies Domini;quia praeparavit Dominus hostiam,sanctificavit vocatos suos.

8 " Et erit in die hostiae Domini:visitabo super principeset super filios regiset super omnes, qui induti suntveste peregrina;

9 et visitabo super omnem,qui arroganter ingreditur super limen in die illa,qui complent domum domini suiiniquitate et dolo.

10 Et erit in die illa,dicit Dominus,vox clamoris a porta Piscium,et ululatus ab urbe Nova,et contritio magna a collibus.

11 Ululate, habitatores Pilae,quia interiit omnis populus Chanaan,disperierunt omnes involuti argento.

12 Et erit in tempore illo:scrutabor Ierusalem in lucerniset visitabo super virosdefixos in faecibus suis,qui dicunt in cordibus suis:Non faciet bene Dominuset non faciet male".

13 Et erunt opes eorum in direptionem,et domus eorum in desertum;et aedificabunt domoset non habitabunt,et plantabunt vineaset non bibent vinum earum ".

14 Iuxta est dies Domini magnus,iuxta et velox nimis;vox diei Domini amara,tribulabitur ibi fortis.

15 Dies irae dies illa,dies tribulationis et angustiae,dies vastitatis et desolationis,dies tenebrarum et caliginis,dies nebulae et turbinis,

16 dies tubae et clangorissuper civitates munitaset super angulos excelsos.

17 Et tribulabo homines,et ambulabunt ut caeci,quia Domino peccaverunt;et effundetur sanguis eorum sicut humus,et viscera eorum sicut stercora.

18 Sed et argentum eorum et aurum eorumnon poterit liberare eosin die irae Domini;in igne zeli eiusdevorabitur omnis terra,quia consummationem cum festinatione facietcunctis habitantibus terram.