As palavras dos sábios são como aguilhões, a coleção dos seus ditos como pregos bem fixados, provenientes do único Pastor.

Não me neguei nada que os meus olhos desejaram; não me recusei a dar prazer algum ao meu coração. Na verdade, eu me alegrei em todo o meu trabalho; essa foi a recompensa de todo o meu esforço.

Este é o meu conselho: obedeça às ordens do rei porque você fez um juramento diante de Deus.

Construí também reservatórios para regar os meus bosques verdejantes.

Cuidado, meu filho; nada acrescente a eles. Não há limite para a produção de livros, e estudar demais deixa exausto o corpo.

Então pensei comigo mesmo: O que acontece ao tolo também me acontecerá. Que proveito eu tive em ser sábio? Então eu disse no meu íntimo: Isso não faz o menor sentido!

Não permita que a sua boca o faça pecar. E não diga ao mensageiro de Deus: "O meu voto foi um engano". Por que irritar a Deus com o que você diz e deixá-lo destruir o que você realizou?

E quem pode dizer se ele será sábio ou tolo? Contudo, terá domínio sobre tudo o que realizei com o meu trabalho e com a minha sabedoria debaixo do sol. Isso também não faz sentido.

Tudo isso eu examinei mediante a sabedoria e disse: Estou decidido a ser sábio; mas isso estava fora do meu alcance.

Todos partilham um destino comum: o justo e o ímpio, o bom e o mau, o puro e o impuro, o que oferece sacrifícios e o que não oferece. O que acontece com o homem bom, acontece com o pecador; o que acontece com quem faz juramentos, acontece com quem teme fazê-los.

O coração do sábio se inclina para o bem, mas o coração do tolo, para o mal.

O que ganha o trabalhador com todo o seu esforço?

O fim das coisas é melhor do que o seu início, e o paciente é melhor que o orgulhoso.

A opressão transforma o sábio em tolo, e o suborno corrompe o coração.

O destino do homem é o mesmo do animal; o mesmo destino os aguarda. Assim como morre um, também morre o outro. Todos têm o mesmo fôlego de vida; o homem não tem vantagem alguma sobre o animal. Nada faz sentido!

A tristeza é melhor do que o riso, porque o rosto triste melhora o coração.

O vento sopra para o sul e vira para o norte; dá voltas e mais voltas, seguindo sempre o seu curso.

Pois quanto maior a sabedoria maior o sofrimento; e quanto maior o conhecimento, maior o desgosto.

Percebi que, ainda assim, o povo que vivia debaixo do sol seguia o jovem, o sucessor do rei.

O trabalho do tolo o deixa tão exausto que ele nem consegue achar o caminho de casa.

o pó volte à terra, de onde veio, e o espírito volte a Deus, que o deu.

então percebi tudo o que Deus tem feito. Ninguém é capaz de entender o que se faz debaixo do sol. Por mais que se esforce para descobrir o sentido das coisas, o homem não o encontrará. O sábio pode até afirmar que entende, mas, na realidade não o consegue encontrar.

O que o homem ganha com todo o seu trabalho em que tanto se esforça debaixo do sol?

Nem o sábio, nem o tolo, serão lembrados para sempre; nos dias futuros ambos serão esquecidos. Como pode o sábio morrer como morre o tolo?

quando as portas da rua forem fechadas e diminuir o som da moagem; quando o barulho das aves o fizer despertar, mas o som de todas as canções lhe parecer fraco;

O homem sábio tem olhos que enxergam, mas o tolo anda nas trevas; todavia, percebi que ambos têm o mesmo destino.

Embora o tolo fale sem parar, ninguém sabe o que está para vir; quem poderá dizer a outrem o que lhe acontecerá depois?

Considere o que Deus fez: Quem pode endireitar o que ele fez torto?

Quem é como o sábio? Quem sabe interpretar as coisas? A sabedoria de um homem Alcança o favor do rei e muda o seu semblante carregado.

Este é o mal que há em tudo o que acontece debaixo do sol: O destino de todos é o mesmo. O coração dos homens, além do mais, está cheio de maldade e de loucura durante toda a vida; e por fim eles se juntarão aos mortos.

Há também outro mal terrível: Como o homem vem, assim ele vai, e o que obtém, de todo o seu esforço em busca do vento?

visto que ninguém conhece o futuro. Quem lhe poderá dizer o que vai acontecer?

Então passei a refletir na sabedoria, na loucura e na insensatez. O que pode fazer o sucessor do rei a não ser repetir o que já foi feito?

Pensei comigo mesmo: O justo e o ímpio, Deus julgará a ambos, pois há um tempo para todo propósito, um tempo para tudo o que acontece.

Tudo o que existe já recebeu um nome, e já se sabe o que o homem é; não se pode lutar contra alguém mais forte.

O que é torto não pode ser endireitado; o que está faltando não pode ser contado.

Aquilo que é, já foi, e o que será já foi anteriormente; Deus investigará o passado.

Todo o esforço do homem é feito para a sua boca, contudo, o seu apetite jamais se satisfaz.

O coração do sábio está na casa onde há luto, mas o dos tolos, na casa da alegria.

Afaste do coração a ansiedade e acabe com o sofrimento do seu corpo, pois a juventude e o vigor são passageiros.

Assim, descobri que o melhor e o que vale a pena é comer, beber, e desfrutar o resultado de todo o esforço que se faz debaixo do sol durante os poucos dias de vida que Deus dá ao homem, pois essa é a sua recompensa.

quando você tiver medo de altura, e dos perigos das ruas; quando florir a amendoeira, o gafanhoto for um peso e o desejo já não se despertar. Então o homem se vai para o seu lar eterno, e os pranteadores já vagueiam pelas ruas.

Assim como você não conhece o caminho do vento, nem como o corpo é formado no ventre de uma mulher, também não pode compreender as obras de Deus, o Criador de todas as coisas.

O sol se levanta e o sol se põe, e depressa volta ao lugar de onde se levanta.

O que foi tornará a ser, o que foi feito se fará novamente; não há nada novo debaixo do sol.

Descobri que não há nada melhor para o homem do que ser feliz e praticar o bem enquanto vive.

Quem pode dizer se o fôlego do homem sobe às alturas e se o fôlego do animal desce para a terra?

Quando você fizer um voto, cumpra-o sem demora, pois os tolos desagradam a Deus; cumpra o seu voto.

Quando os crimes não são castigados logo, o coração do homem se enche de planos para fazer o mal.

Nem em pensamento insulte o rei! Nem mesmo em seu quarto amaldiçoe o rico! Porque uma ave do céu poderá levar as suas palavras, e seres alados poderão divulgar o que você disser.