Ora, o salário do homem que trabalha não é considerado como favor, mas como dívida.

Todavia, àquele que não trabalha, mas confia em Deus que justifica o ímpio, sua fé lhe é creditada como justiça.

Romanos 4:4,5