113 Odeio os que são inconstantes, mas amo a tua lei.

114 Tu és o meu abrigo e o meu escudo; e na tua palavra coloquei a minha esperança.

115 Afastem-se de mim os que praticam o mal! Quero obedecer aos mandamentos do meu Deus!

116 Sustenta-me, segundo a tua promessa, e eu viverei; não permitas que se frustrem as minhas esperanças.

117 Ampara-me, e estarei seguro; sempre estarei atento aos teus decretos.

118 Tu rejeitas todos os que se desviam dos teus decretos, pois os seus planos enganosos são inúteis.

119 Tu destróis como refugo todos os ímpios da terra; por isso amo os teus testemunhos.

120 O meu corpo estremece diante de ti; as tuas ordenanças enchem-me de temor.

121 Tenho vivido com justiça e retidão; não me abandones nas mãos dos meus opressores.

122 Garante o bem-estar do teu servo; não permitas que os arrogantes me oprimam.

123 Os meus olhos fraquejam, aguardando a tua salvação e o cumprimento da tua justiça.

124 Trata o teu servo conforme o teu amor leal e ensina-me os teus decretos.

125 Sou teu servo; dá-me discernimento para compreender os teus testemunhos.

126 Já é tempo de agires, Senhor, pois a tua lei está sendo desrespeitada.

127 Eu amo os teus mandamentos mais do que o ouro, mais do que o ouro puro.

128 Por isso considero justos os teus preceitos e odeio todo caminho de falsidade.

Salmos 119:113-128