81 Estou quase desfalecido, aguardando a tua salvação, mas na tua palavra coloquei a esperança.

82 Os meus olhos fraquejam de tanto esperar pela tua promessa, e pergunto: "Quando me consolarás? "

83 Embora eu seja como uma vasilha inútil, não me esqueço dos teus decretos.

84 Até quando o teu servo deverá esperar para que castigues os meus perseguidores?

85 Cavaram uma armadilha contra mim os arrogantes, os que não seguem a tua lei.

86 Todos os teus mandamentos merecem confiança; ajuda-me, pois sou perseguido com mentiras.

87 Quase acabaram com a minha vida na terra, mas não abandonei os teus preceitos.

88 Preserva a minha vida pelo teu amor, e obedecerei aos estatutos que decretaste.

89 A tua palavra, Senhor, para sempre está firmada nos céus.

90 A tua fidelidade é constante por todas as gerações; estabeleceste a terra, que firme subsiste.

91 Conforme as tuas ordens, tudo permanece até hoje, pois não há nada que não esteja a teu serviço.

92 Se a tua lei não fosse o meu prazer, o sofrimento já me teria destruído.

93 Jamais me esquecerei dos teus preceitos, pois é por meio deles que preservas a minha vida.

94 Salva-me, pois a ti pertenço e busco os teus preceitos!

95 Os ímpios estão à espera para destruir-me, mas eu considero os teus testemunhos.

96 Tenho constatado que toda perfeição tem limite; mas não há limite para o teu mandamento.

Salmos 119:81-96