Cânticos 7

1 Como são lindos seus pés calçados com sandálias, moça com porte de princesa! As curvas de seus quadris são como joias, trabalho de artífice habilidoso.

2 Seu umbigo tem forma perfeita, como taça cheia de vinho de boa mistura. Sua cintura é como um monte de trigo cercado de lírios.

3 Seus dois seios são como duas crias, como filhotes gêmeos da gazela.

4 Seu pescoço é gracioso como uma torre de marfim. Seus olhos são como os açudes cristalinos de Hesbom, junto à porta de Bete-Rabim. Seu nariz é belo como a torre do Líbano, de onde se avista Damasco.

5 Sua cabeça é majestosa como o monte Carmelo, e o brilho de seu cabelo irradia nobreza; o rei é prisioneiro de suas tranças.

6 Como você é linda! Como você é agradável, meu amor, e cheia de delícias!

7 É esbelta como uma palmeira, e seus seios são como os cachos de frutos.

8 Eu disse: “Subirei a palmeira e me apossarei de seus frutos”. Que seus seios sejam como cachos de uva, e que o aroma de sua respiração tenha o perfume das maçãs.

9 Que seus beijos sejam como o melhor vinho. Sim, vinho que escorre para meu amado, que flui suave por lábios e dentes.

10 Eu sou de meu amado, e ele me deseja.

11 Venha, meu amor, vamos aos campos, passar a noite entre as flores silvestres.

12 Vamos levantar cedo para ir aos vinhedos ver se as videiras brotaram, se as flores abriram e se as romãs já estão em flor; ali eu lhe darei meu amor.

13 Ali as mandrágoras espalham sua fragrância, e os melhores frutos estão à nossa porta, delícias novas e antigas, que guardei para você, meu amado.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.