Êxodo 26

1 “Faça o tabernáculo com dez cortinas de linho finamente tecido. Enfeite as cortinas com fios de tecido azul, roxo e vermelho e com querubins bordados com habilidade.

2 Essas dez cortinas devem ser todas exatamente do mesmo tamanho, com 12,6 metros de comprimento e 1,8 metro de largura.

3 Junte cinco cortinas para formar uma cortina longa e depois junte as cinco restantes para formar outra cortina longa.

4 Faça laços de tecido azul na borda da última cortina de cada conjunto.

5 Os cinquenta laços ao longo da borda da cortina do primeiro conjunto devem coincidir com os cinquenta laços da cortina do outro conjunto.

6 Em seguida, faça cinquenta colchetes de ouro e use-os para prender as cortinas longas uma à outra. Desse modo, o tabernáculo será formado de uma só peça contínua.

7 “Faça onze cortinas de tecido de pelo de cabra para cobrir o tabernáculo.

8 Essas onze cortinas devem ser todas exatamente do mesmo tamanho, com 13,5 metros de comprimento e 1,8 metro de largura.

9 Junte cinco cortinas para formar uma cortina longa e depois junte as seis restantes para formar outra cortina longa. No segundo conjunto de cortinas, deixe uma sobra de 90 centímetros de tecido pendurada sobre a parte da frente da tenda.

10 Faça cinquenta laços para a borda de cada cortina longa.

11 Em seguida, faça cinquenta colchetes de bronze e prenda com eles os laços das cortinas longas. Assim, a cobertura da tenda será formada de uma só peça contínua.

12 Os 90 centímetros restantes do tecido da cobertura ficarão pendurados na parte de trás do tabernáculo.

13 Deixe pendurados de cada lado os 45 centímetros restantes de tecido, para que o tabernáculo fique inteiramente coberto.

14 Complete a cobertura da tenda com uma camada protetora feita de peles de carneiro tingidas de vermelho e uma camada de couro fino.

15 “Para a estrutura do tabernáculo, construa armações de madeira de acácia.

16 Cada armação deve ter 4,5 metros de altura e 67,5 centímetros de largura,

17 com duas hastes na parte inferior de cada armação. Todas as armações devem ser idênticas.

18 Construa vinte armações para sustentar as cortinas do lado sul do tabernáculo.

19 Faça também quarenta bases de prata, duas para cada armação, para que as hastes se encaixem firmemente nas bases.

20 Para o lado norte do tabernáculo, construa outras vinte armações,

21 com quarenta bases de prata, duas bases para cada armação.

22 Construa seis armações para a parte de trás, o lado oeste do tabernáculo,

23 junto com mais duas armações para reforçar os cantos das duas extremidades do tabernáculo.

24 As armações dos cantos serão emparelhadas na parte inferior e firmemente ligadas uma à outra na parte superior com uma argola, formando um só suporte de canto. Siga o mesmo procedimento para ambos os suportes de canto.

25 O tabernáculo, portanto, terá oito armações na parte de trás, encaixadas sobre dezesseis bases de prata, duas bases para cada armação.

26 “Faça travessões de madeira de acácia para ligar as armações, cinco travessões para o lado norte do tabernáculo

27 e cinco travessões para o lado sul. Faça também cinco travessões para a parte de trás do tabernáculo, que ficará virada para o oeste.

28 O travessão central, ligado a meia altura às armações, se estenderá de uma ponta à outra do tabernáculo.

29 Revista as armações com ouro e faça argolas de ouro para sustentar os travessões. Também revista com ouro os travessões.

30 “Arme o tabernáculo de acordo com o modelo que lhe foi mostrado no monte.

31 “Para o interior do tabernáculo, confeccione uma cortina especial de linho finamente tecido. Enfeite-a com fios de tecido azul, roxo e vermelho e com querubins bordados com habilidade.

32 Pendure a cortina em ganchos de ouro presos em quatro colunas de madeira de acácia revestidas de ouro e apoiadas sobre quatro bases de prata.

33 Pendure a cortina interna com colchetes e coloque a arca da aliança atrás da cortina. Essa cortina separará o lugar santo do lugar santíssimo.

34 “Coloque a tampa, o lugar de expiação, sobre a arca da aliança, dentro do lugar santíssimo.

35 Coloque a mesa do lado de fora da cortina interna, no lado norte do tabernáculo, e posicione o candelabro em frente à mesa, ou seja, no lado sul.

36 “Confeccione outra cortina para a entrada da tenda. Ela deve ser de linho finamente tecido e artisticamente bordada com fios de tecido azul, roxo e vermelho.

37 Faça cinco colunas de madeira de acácia, revista-as com ouro e pendure nelas a cortina com ganchos de ouro. Mande fundir cinco bases de bronze para as colunas.”

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.