Mateus 22

1 Jesus lhes contou outras parábolas. Disse ele:

2 “O reino dos céus pode ser ilustrado com a história de um rei que preparou um grande banquete de casamento para seu filho.

3 Quando o banquete estava pronto, o rei enviou seus servos para avisar os convidados, mas todos se recusaram a vir.

4 “Então ele enviou outros servos para lhes dizer: ‘Já preparei o banquete; os bois e novilhos gordos foram abatidos, e tudo está pronto. Venham para a festa!’.

5 Mas os convidados não lhes deram atenção e foram embora: um para sua fazenda, outro para seus negócios.

6 Outros, ainda, agarraram os mensageiros, os insultaram e os mataram.

7 “O rei ficou furioso e enviou seu exército para destruir os assassinos e queimar a cidade deles.

8 Disse a seus servos: ‘O banquete de casamento está pronto, e meus convidados não são dignos dessa honra.

9 Agora, saiam pelas esquinas e convidem todos que vocês encontrarem’.

10 Então os servos trouxeram todos que encontraram, tanto bons como maus, e o salão do banquete se encheu de convidados.

11 “Quando o rei entrou para recebê-los, notou um homem que não estava vestido de forma apropriada para um casamento

12 e perguntou-lhe: ‘Amigo, como é que você se apresenta sem a roupa de casamento?’. O homem não teve o que responder.

13 Então o rei disse: ‘Amarrem-lhe as mãos e os pés e lancem-no para fora, na escuridão, onde haverá choro e ranger de dentes’.

14 “Pois muitos são chamados, mas poucos são escolhidos”.

15 Então os fariseus se reuniram para tramar um modo de levar Jesus a dizer algo que desse motivo para o prenderem.

16 Enviaram alguns de seus discípulos, junto com os partidários de Herodes, para se encontrarem com ele. Disseram: “Mestre, sabemos como o senhor é honesto e ensina o caminho de Deus de acordo com a verdade. É imparcial e não demonstra favoritismo.

17 Agora, diga-nos o que o senhor pensa a respeito disto: É certo pagar impostos a César ou não?”.

18 Jesus, porém, sabia de sua má intenção e disse: “Hipócritas! Por que vocês tentam me apanhar numa armadilha?

19 Mostrem-me a moeda usada para pagar o imposto”. Quando lhe deram uma moeda de prata,

20 ele disse: “De quem são a imagem e o título nela gravados?”.

21 “De César”, responderam. “Então deem a César o que pertence a César, e deem a Deus o que pertence a Deus”, disse ele.

22 Sua resposta os deixou admirados, e eles foram embora.

23 No mesmo dia, vieram a Jesus alguns saduceus, líderes religiosos que afirmam não haver ressurreição dos mortos,

24 e perguntaram: “Mestre, Moisés disse: ‘Se um homem morrer sem deixar filhos, o irmão dele deve se casar com a viúva e ter um filho, que dará continuidade ao nome do irmão’.

25 Numa família havia sete irmãos. O mais velho se casou e morreu sem deixar filhos, de modo que seu irmão se casou com a viúva.

26 O segundo irmão também morreu, e o terceiro irmão se casou com ela. E assim por diante, até o sétimo irmão.

27 Por fim, a mulher também morreu.

28 Diga-nos, de quem ela será esposa na ressurreição? Afinal, os sete se casaram com ela”.

29 Jesus respondeu: “O erro de vocês está em não conhecerem as Escrituras nem o poder de Deus,

30 pois, quando os mortos ressuscitarem, não se casarão nem se darão em casamento. Nesse sentido, serão como os anjos do céu.

31 “Agora, quanto a haver ressurreição dos mortos, vocês não leram a esse respeito nas Escrituras? Deus disse:

32 ‘Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó’. Portanto, ele é o Deus dos vivos, e não dos mortos”.

33 Quando as multidões o ouviram, ficaram admiradas com seu ensino.

34 Sabendo os fariseus que Jesus tinha calado os saduceus com essa resposta, reuniram-se novamente para interrogá-lo.

35 Um deles, especialista na lei, tentou apanhá-lo numa armadilha com a seguinte pergunta:

36 “Mestre, qual é o mandamento mais importante da lei de Moisés?”.

37 Jesus respondeu: “‘Ame o Senhor, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de toda a sua mente’.

38 Este é o primeiro e o maior mandamento.

39 O segundo é igualmente importante: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’.

40 Toda a lei e todas as exigências dos profetas se baseiam nesses dois mandamentos”.

41 Então, rodeado pelos fariseus, Jesus lhes fez a seguinte pergunta:

42 “O que vocês pensam do Cristo? De quem ele é filho?”. Eles responderam: “É filho de Davi”.

43 Jesus perguntou: “Então por que Davi, falando por meio do Espírito, chama o Cristo de ‘meu Senhor’? Pois Davi disse:

44 ‘O Senhor disse ao meu Senhor: Sente-se no lugar de honra à minha direita até que eu humilhe seus inimigos debaixo de seus pés’.

45 Portanto, se Davi chamou o Cristo de ‘meu Senhor’, como ele pode ser filho de Davi?”.

46 Ninguém conseguiu responder e, depois disso, não se atreveram a lhe fazer mais perguntas.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.