1 Reis 6

1 E SUCEDEU que no ano de quatrocentos e oitenta, depois de saírem os filhos de Israel do Egito, no ano quarto do reinado de Salomão sobre Israel, no mês de Zive (este é o mês segundo), começou a edificar a casa do Senhor.

2 E a casa que o rei Salomão edificou ao Senhor era de sessenta côvados de comprimento, e de vinte côvados de largura, e de trinta côvados de altura.

3 E o pórtico diante do templo da casa era de vinte côvados de comprimento, segundo a largura da casa, e de dez côvados de largura diante da casa.

4 E fez à casa janelas de vista estreita.

5 Edificou em redor da parede da casa câmaras, em redor das paredes da casa, tanto do templo como do oráculo: e assim lhe fez câmaras colaterais em redor.

6 A câmara de baixo era de cinco côvados de largura, e a do meio de seis côvados de largura, e a terceira de sete côvados de largura; porque pela parte de fora da casa em redor fizera encostos, para não travarem das paredes da casa.

7 E edificava-se a casa com pedras preparadas, como as traziam se edificava; de maneira que nem martelo, nem machado, nem nenhum outro instrumento de ferro se ouviu na casa quando a edificavam.

8 A porta da câmara do meio estava à banda direita da casa, e por caracóis se subia à do meio, e da do meio à terceira.

9 Assim pois edificou a casa, e a aperfeiçoou: e cobriu a casa com pranchões e tabuados de cedro.

10 Também edificou as câmaras a toda a casa de cinco côvados de altura, e as travou com a casa com madeira de cedro.

11 Então veio a palavra do Senhor a Salomão, dizendo:

12 Quanto a esta casa que tu edificas, se andares nos meus estatutos, e fizeres os meus juízos, e guardares todos os meus mandamentos, andando neles, confirmarei para contigo a minha palavra, a qual falei a Davi, teu pai:

13 E habitarei no meio dos filhos de Israel, e não desampararei o meu povo de Israel.

14 Assim edificou Salomão aquela casa, e a aperfeiçoou.

15 Também cobriu as paredes da casa por dentro com tábuas de cedro; desde o soalho da casa até ao teto tudo cobriu com madeira por dentro: e cobriu o soalho da casa com tábuas de faia.

16 Edificou mais vinte côvados de tábuas de cedro nos lados da casa, desde o soalho até às paredes: e por dentro lhas edificou para o oráculo, para o Santo dos Santos.

17 Era pois a casa de quarenta côvados, a saber: o templo interior.

18 E o cedro da casa por dentro era lavrado de botões e flores abertas: tudo era cedro, pedra nenhuma se via.

19 E por dentro da casa interior preparou o oráculo, para pôr ali a arca do concerto do Senhor.

20 E o oráculo no interior era de vinte côvados de comprimento, e de vinte côvados de largura, e de vinte côvados de altura: e o cobriu de ouro puro: também cobriu de cedro o altar.

21 E cobriu Salomão a casa por dentro de ouro puro: e com cadeias de ouro pôs um véu diante do oráculo, e o cobriu com ouro.

22 Assim toda a casa cobriu de ouro, até acabar toda a casa: também todo o altar que estava diante do oráculo cobriu de ouro.

23 E no oráculo fez dois querubins de madeira de oliveira, cada um da altura de dez côvados.

24 E uma asa dum querubim era de cinco côvados, e a outra asa do querubim de outros cinco côvados; dez côvados havia desde a extremidade duma das suas asas até à extremidade da outra das suas asas.

25 Assim era também de dez côvados o outro querubim: ambos os querubins eram duma mesma medida e dum mesmo talhe.

26 A altura dum querubim de dez côvados, e assim a do outro querubim.

27 E pôs a estes querubins no meio da casa de dentro; e os querubins estendiam as asas, de maneira que a asa dum tocava na parede, e a asa do outro querubim tocava na outra parede: e as suas asas no meio da casa tocavam uma na outra.

28 E cobriu de ouro os querubins.

29 E todas as paredes da casa em redor lavrou de esculturas e de entalhes de querubins, e de palmas e de flores abertas, por dentro e por fora.

30 Também cobriu de ouro o soalho da casa, por dentro e por fora.

31 E à entrada do oráculo fez portas de madeira de oliveira: a verga com as ombreiras faziam a quinta parte da parede.

32 Também as duas portas eram da madeira olearia; e lavrou nelas entalhes de querubins, e de palmas, e de flores abertas, os quais cobriu de ouro: também estendeu ouro sobre os querubins e sobre as palmas.

33 E assim fez à porta do templo ombreiras de madeira olearia, da quarta parte da parede.

34 E eram as duas portas de madeira de faia: e as duas folhas duma porta eram dobradiças, assim como eram também dobradiças as duas folhas entalhadas das outras portas.

35 E as lavrou de querubins, e de palmas, e de flores abertas, e as cobriu de ouro acomodado ao lavor.

36 Também edificou o pátio interior de três ordens de pedras lavradas e duma ordem de vigas de cedro.

37 No ano quarto se pôs o fundamento da casa do Senhor, no mês de Zive.

38 E no ano undécimo, no mês de Bul, que é o mês oitavo, se acabou esta casa com todas as suas dependências, e com tudo o que lhe convinha: e a edificou em sete anos.

Almeida Revista e Corrigida 1969© Copyright © 1969 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados. Texto bíblico utilizado com autorização. Saiba mais sobre a Sociedade Bíblica do Brasil www.sbb.org.br. A Sociedade Bíblica do Brasil trabalha para que a Bíblia esteja, efetivamente, ao alcance de todos e seja lida por todos. A SBB é uma entidade sem fins lucrativos, dedicada a promover o desenvolvimento integral do ser humano. Você também pode ajudar a Causa da Bíblia!