Provérbios 3

1 Meu filho, não se esqueça da minha lei, mas guarde no coração os meus mandamentos,

2 pois eles prolongarão a sua vida por muitos anos e lhe darão prosperidade e paz.

3 Que o amor e a fidelidade jamais o abandonem; prenda-os ao redor do seu pescoço, escreva-os na tábua do seu coração.

4 Então você terá o favor de Deus e dos homens, e boa reputação.

5 Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apóie em seu próprio entendimento;

6 reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas.

7 Não seja sábio aos seus próprios olhos; tema ao Senhor e evite o mal.

8 Isso lhe dará saúde ao corpo e vigor aos ossos.

9 Honre o Senhor com todos os seus recursos e com os primeiros frutos de todas as suas plantações;

10 os seus celeiros ficarão plenamente cheios, e os seus barris transbordarão de vinho.

11 Meu filho, não despreze a disciplina do Senhor nem se magoe com a sua repreensão,

12 pois o Senhor disciplina a quem ama, assim como o pai faz ao filho de quem deseja o bem.

13 Como é feliz o homem que acha a sabedoria, o homem que obtém entendimento,

14 pois a sabedoria é mais proveitosa do que a prata e rende mais do que o ouro.

15 É mais preciosa do que rubis; nada do que você possa desejar se compara a ela.

16 Na mão direita, a sabedoria lhe garante vida longa; na mão esquerda, riquezas e honra.

17 Os caminhos da sabedoria são caminhos agradáveis, e todas as suas veredas são paz.

18 A sabedoria é árvore que dá vida a quem a abraça; quem a ela se apega será abençoado.

19 Por sua sabedoria o Senhor lançou os alicerces da terra, por seu entendimento fixou no lugar os céus;

20 por seu conhecimento as fontes profundas se rompem, e as nuvens gotejam o orvalho.

21 Meu filho, guarde consigo a sensatez e o equilíbrio, nunca os perca de vista;

22 trarão vida a você e serão um enfeite para o seu pescoço.

23 Então você seguirá o seu caminho em segurança, e não tropeçará;

24 quando se deitar, não terá medo, e o seu sono será tranqüilo.

25 Não terá medo da calamidade repentina nem da ruína que atinge os ímpios,

26 pois o Senhor será a sua segurança e o impedirá de cair em armadilha.

27 Quanto lhe for possível, não deixe de fazer o bem a quem dele precisa,

28 Não diga ao seu próximo: "Volte amanhã, e eu lhe darei algo", se pode ajudá-lo hoje.

29 Não planeje o mal contra o seu próximo, que confiantemente mora perto de você.

30 Não acuse alguém sem motivo, se ele não lhe fez nenhum mal.

31 Não tenha inveja de quem é violento nem adote nenhum dos seus procedimentos,

32 pois o Senhor detesta o perverso, mas o justo é seu grande amigo.

33 A maldição do Senhor está sobre a casa dos ímpios, mas ele abençoa o lar dos justos.

34 Ele zomba dos zombadores, mas concede graça aos humildes.

35 A honra é herança dos sábios, mas o Senhor expõe os tolos ao ridículo.

1 Filho meu, não te esqueças da minha lei, e o teu coração guarde os meus mandamentos.

2 Porque eles aumentarão os teus dias e te acrescentarão anos de vida e paz.

3 Não te desamparem a benignidade e a fidelidade; ata-as ao teu pescoço; escreve-as na tábua do teu coração.

4 E acharás graça e bom entendimento aos olhos de Deus e do homem.

5 Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento.

6 Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.

7 Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal.

8 Isto será saúde para o teu âmago, e medula para os teus ossos.

9 Honra ao Senhor com os teus bens, e com a primeira parte de todos os teus ganhos;

10 E se encherão os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares.

11 Filho meu, não rejeites a correção do Senhor, nem te enojes da sua repreensão.

12 Porque o Senhor repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem.

13 Bem-aventurado o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento;

14 Porque é melhor a sua mercadoria do que artigos de prata, e maior o seu lucro que o ouro mais fino.

15 Mais preciosa é do que os rubis, e tudo o que mais possas desejar não se pode comparar a ela.

16 Vida longa de dias está na sua mão direita; e na esquerda, riquezas e honra.

17 Os seus caminhos são caminhos de delícias, e todas as suas veredas de paz.

18 É árvore de vida para os que dela tomam, e são bem-aventurados todos os que a retêm.

19 O Senhor, com sabedoria fundou a terra; com entendimento preparou os céus.

20 Pelo seu conhecimento se fenderam os abismos, e as nuvens destilam o orvalho.

21 Filho meu, não se apartem estas coisas dos teus olhos: guarda a verdadeira sabedoria e o bom siso;

22 Porque serão vida para a tua alma, e adorno ao teu pescoço.

23 Então andarás confiante pelo teu caminho, e o teu pé não tropeçará.

24 Quando te deitares, não temerás; ao contrário, o teu sono será suave ao te deitares.

25 Não temas o pavor repentino, nem a investida dos perversos quando vier.

26 Porque o Senhor será a tua esperança; guardará os teus pés de serem capturados.

27 Não deixes de fazer bem a quem o merece, estando em tuas mãos a capacidade de fazê-lo.

28 Não digas ao teu próximo: Vai, e volta amanhã que to darei, se já o tens contigo.

29 Não maquines o mal contra o teu próximo, pois que habita contigo confiadamente.

30 Não contendas com alguém sem causa, se não te fez nenhum mal.

31 Não tenhas inveja do homem violento, nem escolhas nenhum dos seus caminhos.

32 Porque o perverso é abominável ao Senhor, mas com os sinceros ele tem intimidade.

33 A maldição do Senhor habita na casa do ímpio, mas a habitação dos justos abençoará.

34 Certamente ele escarnecerá dos escarnecedores, mas dará graça aos mansos.

35 Os sábios herdarão honra, mas os loucos tomam sobre si vergonha.