1 Samuel 2

1 Então Ana orou: “Meu coração se alegra no Senhor; o Senhor me fortaleceu! Agora dou risada de meus inimigos; sim, eu me alegro porque me libertaste!

2 Ninguém é santo como o Senhor; não há outro além de ti, não há Rocha como o nosso Deus!

3 “Deixem de ser tão orgulhosos e soberbos! Não falem com tamanha arrogância! Pois o Senhor é um Deus que tudo sabe; ele julgará as ações de todos.

4 O arco dos poderosos foi quebrado, e os que tropeçavam agora estão firmes.

5 Os que tinham fartura de comida agora passam fome, e os que passavam fome estão saciados. A mulher que não tinha filhos agora tem sete, e a que tinha muitos desfalece.

6 O Senhor tira a vida e dá a vida, faz descer à sepultura e de lá faz subir.

7 O Senhor empobrece alguns e enriquece outros, humilha e também exalta.

8 Levanta o pobre do pó e do monte de cinzas tira o necessitado. Coloca-os entre príncipes e os faz sentar em lugares de honra. Ao Senhor pertencem os alicerces da terra, e sobre eles firmou o mundo.

9 “Ele protegerá os fiéis, mas os perversos desaparecerão nas trevas, pois ninguém vencerá só pela força.

10 Os que lutam contra o Senhor serão despedaçados. Do céu ele troveja contra eles; o Senhor julga em toda a terra. Ele dá poder a seu rei, concede força a seu ungido”.

11 Então Elcana voltou para casa em Ramá. E o menino servia ao Senhor ajudando o sacerdote Eli.

12 Os filhos de Eli eram homens perversos, que não tinham nenhuma consideração pelo Senhor,

13 nem por seus deveres de sacerdotes. Cada vez que alguém oferecia um sacrifício, vinha um servo do sacerdote com um garfo grande, de três dentes. Enquanto a carne do animal sacrificado ainda estava cozinhando,

14 o servo colocava o garfo na panela, no tacho ou no caldeirão, e exigia que tudo que viesse com o garfo fosse entregue aos filhos de Eli. Assim eles tratavam todos os israelitas que iam adorar em Siló.

15 Às vezes, o servo chegava antes mesmo que a gordura do animal fosse queimada no altar, exigindo: “Não dê a carne cozida, mas sim a carne crua, para que o sacerdote a asse”.

16 Se o homem que oferecia o sacrifício dizia: “Leve quanto quiser, mas antes é preciso queimar a gordura”, o servo retrucava: “Não! Entregue a carne agora, ou eu a tomarei à força”.

17 O pecado desses homens era muito sério aos olhos do Senhor, pois eles tratavam com desprezo as ofertas para o Senhor.

18 Samuel, porém, embora ainda fosse apenas um menino, servia ao Senhor. Ele usava uma veste de linho semelhante à do sacerdote.

19 Cada ano, sua mãe lhe fazia uma pequena túnica e a levava quando ia com o marido oferecer o sacrifício anual.

20 Antes de Elcana e sua esposa voltarem para casa, Eli os abençoava e dizia: “Que o Senhor lhes dê outros filhos em lugar deste que foi dedicado ao Senhor”.

21 E o Senhor abençoou Ana, e ela engravidou e deu à luz três filhos e duas filhas. Enquanto isso, Samuel crescia na presença do Senhor.

22 Eli já estava muito idoso, mas sabia o que seus filhos faziam ao povo de Israel, e que eles seduziam as moças que serviam junto à entrada da tenda do encontro.

23 Por isso lhes disse: “Ouvi de todo o povo o mal que vocês praticam. Por que continuam a agir assim?

24 Parem com isso, meus filhos! Não são bons os comentários que escuto entre o povo do Senhor.

25 Se alguém peca contra outra pessoa, Deus poderá intervir em favor do culpado. Mas, se alguém peca contra o Senhor, quem poderá interceder?”. Contudo, os filhos de Eli não deram atenção ao pai, pois o Senhor já havia decidido matá-los.

26 Enquanto isso, o menino Samuel crescia e era cada vez mais estimado pelo Senhor e pelo povo.

27 Certo dia, veio a Eli um homem de Deus e lhe transmitiu a seguinte mensagem: “Assim diz o Senhor: Eu me revelei a seus antepassados quando eles eram escravos do faraó, no Egito.

28 Escolhi seus antepassados dentre todas as tribos de Israel para serem meus sacerdotes, oferecerem sacrifícios sobre meu altar, queimarem incenso e usarem o colete sacerdotal em minha presença. Além disso, designei as ofertas queimadas dos israelitas a vocês, sacerdotes.

29 Então por que você despreza meus sacrifícios e ofertas? Por que honra seus filhos mais que a mim? Pois você e eles engordaram com as melhores partes das ofertas de meu povo, Israel!

30 “Portanto, assim declara o Senhor, Deus de Israel: Prometi que membros de sua família, da tribo de Levi, sempre seriam meus sacerdotes. Agora, porém, declara o Senhor: Isso não acontecerá! Honrarei aqueles que me honram, e desprezarei aqueles que me desprezam.

31 Está chegando o tempo em que acabarei com a força de sua família, e nenhum de seus descendentes chegará à velhice.

32 Você verá a aflição de minha casa, e, quando eu trouxer todo o bem sobre Israel, ninguém em sua família chegará à velhice para testemunhar!

33 Sobreviverão os poucos que eu não eliminar do serviço em meu altar, mas seus olhos ficarão cegos e seu coração se partirá, e seus filhos morrerão pela espada.

34 E, para provar que minhas palavras se cumprirão, farei que seus dois filhos, Hofni e Fineias, morram no mesmo dia!

35 “Então levantarei um sacerdote fiel que me servirá e fará tudo que desejo. Estabelecerei a família dele, e eles serão sacerdotes diante do meu ungido para sempre.

36 Então todos que restarem de sua família se curvarão diante dele, mendigando dinheiro e alimento e pedindo: ‘Por favor, consiga para nós algum trabalho entre os sacerdotes, para termos o que comer’”.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.