Cânticos 6

1 - Para onde foi o teu amado, ó mais bela das mulheres? Para onde se retirou o teu amigo? Nós o buscaremos contigo.

2 - O meu bem-amado desceu ao seu jardim, aos canteiros perfumados; para apascentar em meu jardim, e colher lírios.

3 Eu sou do meu amado e meu amado é meu. Ele apascenta entre os lírios.

4 - És formosa, amiga minha, como Tirsa, graciosa como Jerusalém, temível como um exército em ordem de batalha.

5 Desvia de mim os teus olhos, porque eles me fascinam. Teus cabelos são como um rebanho de cabras descendo impetuosamente pelas encostas de Galaad.

6 Teus dentes são como um rebanho de ovelhas que sobem do banho, cada uma leva dois {cordeirinhos} gêmeos, e nenhuma delas é estéril.

7 Tua face é como um pedaço de romã debaixo do teu véu.

8 Há sessenta rainhas, oitenta concubinas, e inumeráveis jovens mulheres;

9 uma, porém, é a minha pomba, uma só a minha perfeita; ela é a única de sua mãe, a predileta daquela que a deu à luz. Ao vê-la, as donzelas proclamam-na bem-aventurada, rainhas e concubinas a louvam.

10 Quem é esta que surge como a aurora, bela como a lua, brilhante como o sol, temível como um exército em ordem de batalha?

11 Eu desci ao jardim das nogueiras para ver a nova vegetação dos vales, e para ver se a vinha crescia e se as romãzeiras estavam em flor.

12 Eu não o sabia; minha alma colocou-me nos carros de Aminadab.

13 - Volta, volta, ó Sulamita, volta, volta, para que nós te vejamos. - Por que olhais a Sulamita, quando ela entra na dança de Maanaim?

1 Quo abiit dilectus tuus,o pulcherrima mulierum?Quo declinavit dilectus tuus,et quaeremus eum tecum?

2 Dilectus meus descendit in hortum suumad areolam aromatum,ut pascatur in hortiset lilia colligat.

3 Ego dilecto meo, et dilectus meus mihi,qui pascitur inter lilia.

4 Pulchra es, amica mea, sicut Thersa,decora sicut Ierusalem,terribilis ut castrorum acies ordinata.

5 Averte oculos tuos a me,quia ipsi me conturbant.Capilli tui sicut grex caprarum,quae descenderunt de Galaad.

6 Dentes tui sicut grex ovium,quae ascenderunt de lavacro:omnes gemellis fetibus,et sterilis non est in eis.

7 Sicut fragmen mali punici, sic genae tuaeper velamen tuum.

8 Sexaginta sunt reginae,et octoginta concubinae,et adulescentularum non est numerus;

9 una est columba mea, perfecta mea,una est matri suae,electa genetrici suae.Viderunt eam filiae et beatissimam praedicaverunt;reginae et concubinae, et laudaverunt eam:

10 " Quae est ista, quae progreditur quasi aurora consurgens,pulchra ut luna,electa ut sol,terribilis ut castrorum acies ordinata? ".

11 Descendi in hortum nucum,ut viderem poma convalliumet inspicerem, si floruisset vinea,et germinassent mala punica.

12 Non advertit animus meus,cum posuit me in quadrigas principis populi mei.