Amós 5

1 Ouça, povo de Israel! Ouça este meu cântico fúnebre:

2 “A virgem Israel caiu, para nunca mais se levantar! Está estendida no chão, e não há quem a ajude a ficar em pé”.

3 O Senhor Soberano diz: “Quando uma cidade mandar mil homens para a batalha, apenas cem retornarão. Quando dela saírem cem, apenas dez voltarão com vida”.

4 Assim diz o Senhor ao povo de Israel: “Busquem-me e vivam!

5 Não adorem nos altares em Betel, não vão aos santuários em Gilgal ou Berseba. Pois os habitantes de Gilgal serão levados para o exílio, e os de Betel serão reduzidos a nada”.

6 Busquem o Senhor e vivam! Do contrário, ele passará por Israel como um fogo e a destruirá por completo. Não haverá em Betel ninguém que possa apagar as chamas.

7 Vocês transformam a retidão em amargura e tratam a justiça como lixo.

8 Pois ele criou as estrelas, as Plêiades e o Órion. Transforma a escuridão em manhã e o dia em noite. Tira água dos oceanos e a derrama sobre a terra; seu nome é Senhor!

9 Com rapidez tremenda, destrói os fortes e esmaga suas defesas.

10 Como vocês odeiam juízes honestos! Como detestam os que dizem a verdade!

11 Oprimem os pobres e roubam seu trigo com impostos injustos. Por isso, ainda que construam belas casas de pedra, jamais morarão nelas. Ainda que plantem videiras verdejantes, jamais beberão o vinho delas.

12 Pois eu sei que seus atos de rebeldia são muitos, e seus pecados são grandes. Afligem o justo aceitando subornos e não fazem justiça ao pobre nos tribunais.

13 Quem for prudente ficará de boca fechada, pois este é um tempo de desgraça.

14 Façam o bem e fujam do mal, para que tenham vida! Então o Senhor, o Deus dos Exércitos, os ajudará, como vocês afirmam.

15 Odeiem o mal e amem o bem, estabeleçam a justiça em seus tribunais. Talvez o Senhor, o Deus dos Exércitos, ainda tenha compaixão do remanescente de seu povo.

16 Portanto, assim diz o Senhor Soberano, o Deus dos Exércitos: “Haverá choro nas praças públicas e angústia nas ruas. Chamem os lavradores para chorar com vocês, convoquem pranteadores para lamentar.

17 Haverá lamento em cada videira, pois destruirei todas elas”, diz o Senhor.

18 Que aflição espera vocês que dizem: “Se ao menos o dia do Senhor chegasse!”. Não fazem ideia do que desejam; aquele dia trará escuridão, e não luz.

19 Vocês serão como o homem que foge de um leão e acaba encontrando um urso, que apoia a mão na parede de sua casa e é picado por uma cobra.

20 Sim, o dia do Senhor será de escuridão, e não de luz; não haverá um só raio de claridade no meio das trevas.

21 “Sinto imenso desprezo de suas festas religiosas, não suporto suas reuniões solenes.

22 Não aceitarei seus holocaustos nem suas ofertas de cereal. Não darei a mínima atenção para suas melhores ofertas de paz.

23 Chega de seus ruidosos cânticos de louvor! Não ouvirei a música de suas harpas.

24 Em vez disso, quero ver uma grande inundação de justiça, um rio inesgotável de retidão.

25 “Foi a mim que vocês trouxeram sacrifícios e ofertas durante os quarenta anos no deserto, povo de Israel?

26 Não, vocês serviram Sicute, seu deus rei, e Quium, seu deus estrela, imagens que fizeram para si mesmos!

27 Por isso eu os enviarei para o exílio, para uma terra a leste de Damasco”, diz o Senhor, cujo nome é Deus dos Exércitos.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.