João 3

1 Havia um fariseu chamado Nicodemos, líder religioso entre os judeus.

2 Certa noite, veio falar com Jesus e disse: “Rabi, todos nós sabemos que Deus enviou o senhor para nos ensinar. Seus sinais são prova de que Deus está com o senhor”.

3 Jesus respondeu: “Eu lhe digo a verdade: quem não nascer de novo, não verá o reino de Deus”.

4 “Como pode um homem velho nascer de novo?”, perguntou Nicodemos. “Acaso ele pode voltar ao ventre da mãe e nascer uma segunda vez?”

5 Jesus respondeu: “Eu lhe digo a verdade: ninguém pode entrar no reino de Deus sem nascer da água e do Espírito.

6 Os seres humanos podem gerar apenas vida humana, mas o Espírito dá à luz vida espiritual.

7 Portanto, não se surpreenda quando eu digo: ‘É necessário nascer de novo’.

8 O vento sopra onde quer. Assim como você ouve o vento, mas não é capaz de dizer de onde ele vem nem para onde vai, também é incapaz de explicar como as pessoas nascem do Espírito”.

9 “Como pode ser isso?”, perguntou Nicodemos.

10 Jesus respondeu: “Você é um mestre respeitado em Israel e não entende essas coisas?

11 Eu lhe digo a verdade: falamos daquilo que sabemos e vimos e, no entanto, vocês não creem em nosso testemunho.

12 Se vocês não creem em mim quando falo de coisas terrenas, como crerão se eu falar de coisas celestiais?

13 Ninguém jamais subiu ao céu, exceto aquele que de lá desceu, o Filho do Homem.

14 E, como Moisés, no deserto, levantou a serpente de bronze numa estaca, também é necessário que o Filho do Homem seja levantado,

15 para que todo o que nele crer tenha a vida eterna.

16 “Porque Deus amou tanto o mundo que deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.

17 Deus enviou seu Filho ao mundo não para condenar o mundo, mas para salvá-lo por meio dele.

18 “Não há condenação alguma para quem crê nele. Mas quem não crê nele já está condenado por não crer no Filho único de Deus.

19 E a condenação se baseia nisto: a luz de Deus veio ao mundo, mas as pessoas amaram mais a escuridão que a luz, porque seus atos eram maus.

20 Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima dela, pois teme que seus pecados sejam expostos.

21 Mas quem pratica a verdade se aproxima da luz, para que outros vejam que ele faz a vontade de Deus”.

22 Então Jesus e seus discípulos saíram de Jerusalém e foram à região da Judeia. Jesus passou um tempo ali com eles, batizando.

23 Nessa época, João também batizava em Enom, perto de Salim, pois havia ali bastante água, e o povo ia até ele para ser batizado.

24 Isso aconteceu antes de João ser preso.

25 Surgiu uma discussão entre os discípulos de João e certo judeu a respeito da purificação cerimonial.

26 Os discípulos de João foram falar com ele e lhe disseram: “Rabi, o homem que o senhor encontrou no outro lado do rio Jordão, aquele de quem o senhor deu testemunho, também está batizando. Todos vão até ele”.

27 João respondeu: “Ninguém pode receber coisa alguma, a menos que lhe seja concedida do céu.

28 Vocês sabem que eu lhes disse claramente: ‘Eu não sou o Cristo. Estou aqui apenas para preparar o caminho para ele’.

29 É o noivo que se casa com a noiva; o amigo do noivo simplesmente se alegra de estar ao lado dele e ouvir seus votos. Portanto, muito me alegro com o destaque dele.

30 Ele deve se tornar cada vez maior, e eu, cada vez menor”.

31 Aquele que veio do alto é superior a todos. Nós somos da terra e falamos de coisas terrenas, mas ele veio do céu e é superior a todos.

32 Ele dá testemunho daquilo que viu e ouviu, mas como são poucos os que creem no que ele diz!

33 Todo aquele que aceita seu testemunho confirma que Deus é verdadeiro.

34 Pois ele foi enviado por Deus e fala as palavras de Deus, porque Deus lhe dá, sem limites, o Espírito.

35 O Pai ama o Filho e pôs tudo em suas mãos.

36 E quem crê no Filho de Deus tem a vida eterna. Quem não obedece ao Filho não tem a vida eterna, mas a ira de Deus permanece sobre ele.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.