Lucas 24

1 No primeiro dia da semana, bem cedo, as mulheres foram ao túmulo, levando as especiarias que haviam preparado,

2 e viram que a pedra tinha sido afastada da entrada.

3 Quando entraram no túmulo, não encontraram o corpo do Senhor Jesus.

4 Enquanto estavam ali, perplexas, dois homens apareceram, vestidos com mantos resplandecentes.

5 As mulheres ficaram amedrontadas e se curvaram com o rosto em terra. Então os homens perguntaram: “Por que vocês procuram entre os mortos aquele que vive?

6 Ele não está aqui. Ressuscitou! Lembrem-se do que ele lhes disse na Galileia:

7 ‘É necessário que o Filho do Homem seja traído e entregue nas mãos de pecadores, seja crucificado e ressuscite no terceiro dia’”.

8 Então lembraram-se dessas palavras de Jesus

9 e, voltando do túmulo, foram contar aos onze discípulos e a todos os outros o que havia acontecido.

10 Maria Madalena, Joana, Maria, mãe de Tiago, e as outras mulheres que as acompanhavam relataram tudo aos apóstolos.

11 Para eles, porém, a história pareceu absurda, e não acreditaram nelas.

12 Mas Pedro se levantou e correu até o túmulo. Abaixando-se, olhou atentamente para dentro e viu os panos de linho vazios; então voltou para casa, admirado com o que havia acontecido.

13 Naquele mesmo dia, dois dos seguidores de Jesus caminhavam para o povoado de Emaús, a onze quilômetros de Jerusalém.

14 No caminho, falavam a respeito de tudo que havia acontecido.

15 Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e começou a andar com eles.

16 Os olhos deles, porém, estavam como que impedidos de reconhecê-lo.

17 Jesus lhes perguntou: “Sobre o que vocês tanto debatem enquanto caminham?”. Eles pararam, com o rosto entristecido.

18 Então um deles, chamado Cleopas, respondeu: “Você deve ser a única pessoa em Jerusalém que não sabe das coisas que aconteceram lá nos últimos dias”.

19 “Que coisas?”, perguntou Jesus. “As coisas que aconteceram com Jesus de Nazaré”, responderam eles. “Ele era um profeta de palavras e ações poderosas aos olhos de Deus e de todo o povo.

20 Mas os principais sacerdotes e outros líderes religiosos o entregaram para que fosse condenado à morte e o crucificaram.

21 Tínhamos esperança de que ele fosse aquele que resgataria Israel. Isso tudo aconteceu há três dias.

22 “Algumas mulheres de nosso grupo foram até seu túmulo hoje bem cedo e voltaram contando uma história surpreendente.

23 Disseram que o corpo havia sumido e que viram anjos que lhes disseram que Jesus está vivo.

24 Alguns homens de nosso grupo correram até lá para ver e, de fato, tudo estava como as mulheres disseram, mas não o viram.”

25 Então Jesus lhes disse: “Como vocês são tolos! Como custam a entender o que os profetas registraram nas Escrituras!

26 Não percebem que era necessário que o Cristo sofresse essas coisas antes de entrar em sua glória?”.

27 Então Jesus os conduziu por todos os escritos de Moisés e dos profetas, explicando o que as Escrituras diziam a respeito dele.

28 Aproximando-se de Emaús, o destino deles, Jesus fez como quem seguiria viagem,

29 mas eles insistiram: “Fique conosco esta noite, pois já é tarde”. E Jesus foi para casa com eles.

30 Quando estavam à mesa, ele tomou o pão e o abençoou. Depois, partiu-o e lhes deu.

31 Então os olhos deles foram abertos e o reconheceram. Nesse momento, ele desapareceu.

32 Disseram um ao outro: “Não ardia o nosso coração quando ele falava conosco no caminho e nos explicava as Escrituras?”.

33 E, na mesma hora, levantaram-se e voltaram para Jerusalém. Ali, encontraram os onze discípulos e os outros que estavam reunidos com eles,

34 que lhes disseram: “É verdade que o Senhor ressuscitou! Ele apareceu a Pedro!”.

35 Então os dois contaram como Jesus tinha aparecido enquanto andavam pelo caminho, e como o haviam reconhecido quando ele partiu o pão.

36 Enquanto contavam isso, o próprio Jesus apareceu entre eles e lhes disse: “Paz seja com vocês!”.

37 Eles se assustaram e ficaram amedrontados, pensando que viam um fantasma.

38 “Por que estão perturbados?”, perguntou ele. “Por que seu coração está cheio de dúvida?

39 Vejam minhas mãos e meus pés. Sou eu mesmo! Toquem-me e vejam que não sou um fantasma, pois fantasmas não têm carne nem ossos e, como veem, eu tenho.”

40 Enquanto falava, mostrou-lhes as mãos e os pés.

41 Eles continuaram sem acreditar, cheios de alegria e espanto. Então Jesus perguntou: “Vocês têm aqui alguma coisa para comer?”.

42 Eles lhe deram um pedaço de peixe assado,

43 e ele comeu diante de todos.

44 Em seguida, disse: “Enquanto ainda estava com vocês, eu lhes falei que devia se cumprir tudo que a lei de Moisés, os profetas e os salmos diziam a meu respeito”.

45 Então ele lhes abriu a mente para que entendessem as Escrituras,

46 e disse: “Sim, está escrito que o Cristo haveria de sofrer, morrer e ressuscitar no terceiro dia,

47 e que a mensagem de arrependimento para o perdão dos pecados seria proclamada com a autoridade de seu nome a todas as nações, começando por Jerusalém.

48 Vocês são testemunhas dessas coisas.

49 “Agora, envio a vocês a promessa de meu Pai. Mas fiquem na cidade até que sejam revestidos do poder do céu”.

50 Depois Jesus os levou a Betânia e, levantando as mãos para o céu, os abençoou.

51 Enquanto ainda os abençoava, deixou-os e foi elevado ao céu.

52 Então eles o adoraram e voltaram para Jerusalém cheios de grande alegria.

53 E estavam sempre no templo, louvando a Deus.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.