Salmos 61

1 Ouve, ó Deus, o meu clamor; atende à minha oração.

2 Desde a extremidade da terra clamo a ti, estando abatido o meu coração; leva-me para a rocha que é mais alta do que eu.

3 Pois tu és o meu refúgio, uma torre forte contra o inimigo.

4 Deixa-me habitar no teu tabernáculo para sempre; dá que me abrigue no esconderijo das tuas asas.

5 Pois tu, ó Deus, ouviste os meus votos; deste-me a herança dos que temem o teu nome.

6 Prolongarás os dias do rei; e os seus anos serão como muitas gerações.

7 Ele permanecerá no trono diante de Deus para sempre; faze que a benignidade e a fidelidade o preservem.

8 Assim cantarei louvores ao teu nome perpetuamente, para pagar os meus votos de dia em dia.

1 Ao mestre de canto. Com instrumentos de corda. De Davi. Ouvi, ó Deus, o meu clamor, atendei à minha oração.

2 Dos confins da terra clamo a vós, quando me desfalece o coração.

3 Haveis de me elevar sobre um rochedo e me dar descanso, porque vós sois o meu refúgio, uma torre forte contra o inimigo.

4 Habite eu sempre em vosso tabernáculo, e me abrigue à sombra de vossas asas!

5 Pois vós, ó meu Deus, ouvistes os meus votos, destes-me a recompensa dos que temem vosso nome.

6 Acrescentai dias aos dias do rei, que seus anos atinjam muitas gerações.

7 Reine ele na presença de Deus eternamente, dai-lhe por salvaguarda vossa graça e fidelidade.

8 Assim, cantarei sempre o vosso nome e cumprirei todos os dias os meus votos.

Publicidade

Capítulos

Bíblias