Provérbios 17

1 É melhor um bocado seco, e com ele a tranqüilidade, do que a casa cheia de iguarias e com desavença.

2 O servo prudente dominará sobre o filho que faz envergonhar; e repartirá a herança entre os irmãos.

3 O crisol é para a prata, e o forno para o ouro; mas o Senhor é quem prova os corações.

4 O ímpio atenta para o lábio iníquo, o mentiroso inclina os ouvidos à língua maligna.

5 O que escarnece do pobre insulta ao seu Criador, o que se alegra da calamidade não ficará impune.

6 A coroa dos velhos são os filhos dos filhos; e a glória dos filhos são seus pais.

7 Não convém ao tolo a fala excelente; quanto menos ao príncipe, o lábio mentiroso.

8 O presente é, aos olhos dos que o recebem, como pedra preciosa; para onde quer que se volte servirá de proveito.

9 Aquele que encobre a transgressão busca a amizade, mas o que revolve o assunto separa os maiores amigos.

10 A repreensão penetra mais profundamente no prudente do que cem açoites no tolo.

11 Na verdade o rebelde não busca senão o mal; afinal, um mensageiro cruel será enviado contra ele.

12 Encontre-se o homem com a ursa roubada dos filhos, mas não com o louco na sua estultícia.

13 Quanto àquele que paga o bem com o mal, não se apartará o mal da sua casa.

14 Como o soltar das águas é o início da contenda, assim, antes que sejas envolvido afasta-te da questão.

15 O que justifica o ímpio, e o que condena o justo, tanto um como o outro são abomináveis ao Senhor.

16 De que serviria o preço na mão do tolo para comprar sabedoria, visto que não tem entendimento?

17 Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão.

18 O homem falto de entendimento compromete-se, ficando por fiador na presença do seu amigo.

19 O que ama a transgressão ama a contenda; o que exalta a sua porta busca a ruína.

20 O perverso de coração jamais achará o bem; e o que tem a língua dobre vem a cair no mal.

21 O que gera um tolo para a sua tristeza o faz; e o pai do insensato não tem alegria.

22 O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos.

23 O ímpio toma presentes em secreto para perverter as veredas da justiça.

24 No rosto do entendido se vê a sabedoria, mas os olhos do tolo vagam pelas extremidades da terra.

25 O filho insensato é tristeza para seu pai, e amargura para aquela que o deu à luz.

26 Também não é bom punir o justo, nem tampouco ferir aos príncipes por eqüidade.

27 O que possui o conhecimento guarda as suas palavras, e o homem de entendimento é de precioso espírito.

28 Até o tolo, quando se cala, é reputado por sábio; e o que cerra os seus lábios é tido por entendido.

1 Better is a dry morsel, and quietness therewith, than an house full of sacrifices with strife.

2 A wise servant shall have rule over a son that causeth shame, and shall have part of the inheritance among the brethren.

3 The fining pot is for silver, and the furnace for gold: but the LORD trieth the hearts.

4 A wicked doer giveth heed to false lips; and a liar giveth ear to a naughty tongue.

5 Whoso mocketh the poor reproacheth his Maker: and he that is glad at calamities shall not be unpunished.

6 Children’s children are the crown of old men; and the glory of children are their fathers.

7 Excellent speech becometh not a fool: much less do lying lips a prince.

8 A gift is as a precious stone in the eyes of him that hath it: whithersoever it turneth, it prospereth.

9 He that covereth a transgression seeketh love; but he that repeateth a matter separateth very friends.

10 A reproof entereth more into a wise man than an hundred stripes into a fool.

11 An evil man seeketh only rebellion: therefore a cruel messenger shall be sent against him.

12 Let a bear robbed of her whelps meet a man, rather than a fool in his folly.

13 Whoso rewardeth evil for good, evil shall not depart from his house.

14 The beginning of strife is as when one letteth out water: therefore leave off contention, before it be meddled with.

15 He that justifieth the wicked, and he that condemneth the just, even they both are abomination to the LORD .

16 Wherefore is there a price in the hand of a fool to get wisdom, seeing he hath no heart to it ?

17 A friend loveth at all times, and a brother is born for adversity.

18 A man void of understanding striketh hands, and becometh surety in the presence of his friend.

19 He loveth transgression that loveth strife: and he that exalteth his gate seeketh destruction.

20 He that hath a froward heart findeth no good: and he that hath a perverse tongue falleth into mischief.

21 He that begetteth a fool doeth it to his sorrow: and the father of a fool hath no joy.

22 A merry heart doeth good like a medicine: but a broken spirit drieth the bones.

23 A wicked man taketh a gift out of the bosom to pervert the ways of judgment.

24 Wisdom is before him that hath understanding; but the eyes of a fool are in the ends of the earth.

25 A foolish son is a grief to his father, and bitterness to her that bare him.

26 Also to punish the just is not good, nor to strike princes for equity.

27 He that hath knowledge spareth his words: and a man of understanding is of an excellent spirit.

28 Even a fool, when he holdeth his peace, is counted wise: and he that shutteth his lips is esteemed a man of understanding.

Domínio Público. Esta tradução bíblica de domínio público é trazida a você por cortesia de eBible.org.