Neemias 7

1 Sucedeu que, depois que o muro foi edificado, eu levantei as portas; e foram estabelecidos os porteiros, os cantores e os levitas.

2 Eu nomeei a Hanani, meu irmão, e a Hananias, líder da fortaleza, sobre Jerusalém; porque ele era homem fiel e temente a Deus, mais do que muitos.

3 E disse-lhes: Não se abram as portas de Jerusalém até que o sol aqueça, e enquanto os que assisti-rem ali permanecerem, fechem as portas, e vós trancai-as; e ponham–se guardas dos moradores de Jerusalém, cada um na sua guarda, e cada um diante da sua casa.

4 E era a cidade larga de espaço, e grande, porém pouco povo havia dentro dela; e ainda as casas não estavam edificadas.

5 Então o meu Deus me pôs no coração que ajuntasse os nobres, os magistrados e o povo, para registrar as genealogias; e achei o livro da genealogia dos que subiram primeiro e nele estava escrito o seguinte:

6 Estes são os filhos da província, que subiram do cativeiro dos exilados, que transportara Nabucodonosor, rei de Babilônia; e voltaram para Jerusalém e para Judá, cada um para a sua cidade;

7 Os quais vieram com Zorobabel, Jesuá, Neemias, Azarias, Raamias, Naamani, Mordecai, Bilsã, Misperete, Bigvai, Neum, e Baaná; este é o número dos homens do povo de Israel.

8 Foram os filhos de Parós, dois mil, cento e setenta e dois.

9 Os filhos de Sefatias, trezentos e setenta e dois.

10 Os filhos de Ará, seiscentos e cinqüenta e dois.

11 Os filhos de Paate-Moabe, dos filhos de Jesuá e de Joabe, dois mil, oitocentos e dezoito.

12 Os filhos de Elão, mil, duzentos e cinqüenta e quatro.

13 Os filhos de Zatu, oitocentos e quarenta e cinco.

14 Os filhos de Zacai, setecentos e sessenta.

15 Os filhos de Binui, seiscentos e quarenta e oito.

16 Os filhos de Bebai, seiscentos e vinte e oito.

17 Os filhos de Azgade, dois mil, trezentos e vinte e dois.

18 Os filhos de Adonicão, seiscentos e sessenta e sete.

19 Os filhos de Bigvai, dois mil e sessenta e sete.

20 Os filhos de Adim, seiscentos e cinqüenta e cinco.

21 Os filhos de Ater, de Ezequias, noventa e oito.

22 Os filhos de Hassum, trezentos e vinte e oito.

23 Os filhos de Bezai, trezentos e vinte e quatro.

24 Os filhos de Harife, cento e doze.

25 Os filhos de Gibeom, noventa e cinco.

26 Os homens de Belém e de Netofa, cento e oitenta e oito.

27 Os homens de Anatote, cento e vinte e oito.

28 Os homens de Bete-Azmavete, quarenta e dois.

29 Os homens de Quiriate-Jearim, Quefira e Beerote, setecentos e quarenta e três.

30 Os homens de Ramá e Geba, seiscentos e vinte e um.

31 Os homens de Micmás, cento e vinte e dois.

32 Os homens de Betel e Ai, cento e vinte e três.

33 Os homens do outro Nebo, cinqüenta e dois.

34 Os filhos do outro Elão, mil, duzentos e cinqüenta e quatro:

35 Os filhos de Harim, trezentos e vinte.

36 Os filhos de Jericó, trezentos e quarenta e cinco.

37 Os filhos de Lode, Hadide e Ono, setecentos e vinte e um.

38 Os filhos de Senaá, três mil, novecentos e trinta.

39 Os sacerdotes: Os filhos de Jedaías, da casa de Jesuá, novecentos e setenta e três.

40 Os filhos de Imer, mil e cinqüenta e dois.

41 Os filhos de Pasur, mil, duzentos e quarenta e sete.

42 Os filhos de Harim, mil e dezessete.

43 Os levitas: Os filhos de Jesuá, de Cadmiel, dos filhos de Hodeva, setenta e quatro.

44 Os cantores: Os filhos de Asafe, cento e quarenta e oito.

45 Os porteiros: Os filhos de Salum, os filhos de Ater, os filhos de Talmom, os filhos de Acube, os filhos de Hatita, os filhos de Sobai, cento e trinta e oito.

46 Os servidores do templo: Os filhos de Zia, os filhos de Hasufa, os filhos de Tabaote,

47 Os filhos de Queros, os filhos de Sia, os filhos de Padom,

48 Os filhos de Lebana, os filhos de Hagaba, os filhos de Salmai,

49 Os filhos de Hanã, os filhos de Gidel, os filhos de Gaar,

50 Os filhos de Reaías, os filhos de Rezim, os filhos de Necoda,

51 Os filhos de Gazão, os filhos de Uzá, os filhos de Paseá,

52 Os filhos de Besai, os filhos de Meunim, os filhos de Nefussim,

53 Os filhos de Bacbuque, os filhos de Hacufa, os filhos de Harur,

54 Os filhos de Bazlite, os filhos de Meída, os filhos de Harsa,

55 Os filhos de Barcos, os filhos de Sísera, os filhos de Tamá,

56 Os filhos de Neziá, os filhos de Hatifa.

57 Os filhos dos servos de Salomão, os filhos de Sotai, os filhos de Soferete, os filhos de Perida,

58 Os filhos de Jaala, os filhos de Darcom, os filhos de Gidel,

59 Os filhos de Sefatias, os filhos de Hatil, os filhos de Poquerete-Hazebaim, os filhos de Amom.

60 Todos os servidores do templo e os filhos dos servos de Salomão, trezentos e noventa e dois.

61 Também estes subiram de Tel-Melá, e Tel-Harsa, Querube, Adom, Imer; porém não puderam provar que a casa de seus pais e a sua linhagem, eram de Israel.

62 Os filhos de Delaías, os filhos de Tobias, os filhos de Necoda, seiscentos e quarenta e dois.

63 E dos sacerdotes: os filhos de Habaías, os filhos de Coz, os filhos de Barzilai, que tomara uma mulher das filhas de Barzilai, o gileadita, e que foi chamado do seu nome.

64 Estes buscaram o seu registro nos livros genealógicos, porém não se achou; então, como imundos, foram excluídos do sacerdócio.

65 E o governador lhes disse que não comessem das coisas sagradas, até que se apresentasse o sacerdote com Urim e Tumim.

66 Toda esta congregação junta foi de quarenta e dois mil, trezentos e sessenta,

67 Afora os seus servos e as suas servas, que foram sete mil, trezentos e trinta e sete; e tinham duzentos e quarenta e cinco cantores e cantoras.

68 Os seus cavalos, setecentos e trinta e seis; os seus mulos, duzentos e quarenta e cinco.

69 Camelos, quatrocentos e trinta e cinco; jumentos, seis mil, setecentos e vinte.

70 E uma parte dos chefes dos pais contribuíram para a obra. O governador deu para o tesouro, em ouro, mil dracmas, cinqüenta bacias, e quinhentas e trinta vestes sacerdotais.

71 E alguns mais dos chefes dos pais contribuíram para o tesouro da obra, em ouro, vinte mil dracmas, e em prata, duas mil e duzentas libras.

72 E o que deu o restante do povo foi, em ouro, vinte mil dracmas, e em prata, duas mil libras; e sessenta e sete vestes sacerdotais.

73 E habitaram os sacerdotes, os levitas, os porteiros, os cantores, alguns do povo, os servidores do templo, e todo o Israel nas suas cidades.

1 Depois que o muro foi reconstruído e que eu coloquei as portas no lugar, foram nomeados os porteiros, os cantores e os levitas.

2 Para governar Jerusalém encarreguei o meu irmão Hanani e, com ele, Hananias, comandante da cidade forte, pois Hananias era íntegro e temia a Deus mais do que a maioria dos homens.

3 Eu lhes disse: As portas de Jerusalém não deverão ser abertas enquanto o sol não estiver alto. E antes de deixarem o serviço, os porteiros deverão fechar e travar as portas. Também designei moradores de Jerusalém para sentinelas, alguns em postos no muro, outros em frente das suas casas.

4 Ora, a cidade era grande e espaçosa, mas havia poucos moradores, e as casas ainda não tinham sido reconstruídas.

5 Por isso o meu Deus pôs no meu coração reunir os nobres, os oficiais e todo o povo para registrá-los por famílias. Encontrei o registro genealógico dos que foram os primeiros a voltar. E assim estava registrado ali:

6 Estes são os homens da província que voltaram do exílio, os quais Nabucodonosor, rei da Babilônia, havia levado prisioneiros. Eles voltaram para Jerusalém e para Judá, cada um para a sua própria cidade,

7 em companhia de Zorobabel, Jesua, Neemias, Azarias, Raamias, Naamani, Mardoqueu, Bilsã, Misperete, Bigvai, Neum e Baaná. E esta é a lista e o número dos que retornaram, pelos chefes de família e respectivas cidades:

8 os descendentes de Parós 2. 172

9 de Sefatias 372

10 de Ara 652

11 de Paate-Moabe, por meio da linhagem de Jesua e Joabe, 2. 818

12 de Elão 1. 254

13 de Zatu 845

14 de Zacai 760

15 de Binui 648

16 de Bebai 628

17 de Azgade 2. 322

18 de Adonicão 667

19 de Bigvai 2. 067

20 de Adim 655

21 de Ater, por meio de Ezequias, 98

22 de Hasum 328

23 de Besai 324

24 de Harife 112

25 de Gibeom 95

26 das cidades de Belém e de Netofate 188

27 de Anatote 128

28 de Bete-Azmavete 42

29 de Quiriate-Jearim, Cefira e Beerote 743

30 de Ramá e Geba 621

31 de Micmás 122

32 de Betel e Ai 123

33 do outro Nebo 52

34 do outro Elão 1. 254

35 de Harim 320

36 de Jericó 345

37 de Lode, Hadide e Ono 721

38 de Senaá 3. 930.

39 Os sacerdotes: os descendentes de Jedaías, por meio da família de Jesua, 973

40 de Imer 1. 052

41 de Pasur 1. 247

42 de Harim 1. 017.

43 Os levitas: os descendentes de Jesua, por meio de Cadmiel, pela linhagem de Hodeva 74.

44 Os cantores: os descendentes de Asafe 148.

45 Os porteiros do templo: os descendentes de Salum, Ater, Talmom, Acube, Hatita e Sobai 138.

46 Os servidores do templo: os descendentes de Zia, Hasufa, Tabaote,

47 Queros, Sia, Padom,

48 Lebana, Hagaba, Salmai,

49 Hanã, Gidel, Gaar,

50 Reaías, Rezim, Necoda,

51 Gazão, Uzá, Paséia,

52 Besai, Meunim, Nefusim,

53 Baquebuque, Hacufa, Harur,

54 Baslite, Meída, Harsa,

55 Barcos, Sísera, Tamá,

56 Nesias e Hatifa.

57 Os descendentes dos servos de Salomão: os descendentes de Sotai, Soferete, Perida,

58 Jaala, Darcom, Gidel,

59 Sefatias, Hatil, Poquerete-Hazebaim e Amom.

60 Os servos do templo e os descendentes dos servos de Salomão 392.

61 Os que chegaram das cidades de Tel-Melá, Tel-Harsa, Querube, Adom e Imer, mas não puderam provar que suas famílias eram descendentes de Israel:

62 Os descendentes de Delaías, Tobias e Necoda 642.

63 E dentre os sacerdotes: os descendentes de Habaías, Coz e Barzilai, homem que se casou com uma filha de Barzilai, de Gileade, e que era chamado por aquele nome.

64 Esses procuraram seus registros de família, mas não conseguiram achá-los e, dessa forma, foram considerados impuros para o sacerdócio.

65 Por isso o governador determinou que eles não comessem das ofertas santíssimas enquanto não houvesse um sacerdote para consultar o Urim e o Tumim.

66 O total de todos os registrados foi 42. 360 homens,

67 além de seus 7. 337 servos e servas; havia entre eles 245 cantores e cantoras.

68 Possuíam 736 cavalos, 245 mulas,

69 435 camelos e 6. 720 jumentos.

70 Alguns dos chefes das famílias contribuíram para o trabalho. O governador deu à tesouraria oito quilos de ouro, 50 bacias e 530 vestes para os sacerdotes.

71 Alguns dos chefes das famílias deram à tesouraria, para a realização do trabalho, cento e sessenta quilos de ouro e uma tonelada e trezentos e vinte quilos de prata.

72 O total dado pelo restante do povo foi de cento e sessenta quilos de ouro, uma tonelada e duzentos quilos de prata e 67 vestes para os sacerdotes.

73 Os sacerdotes, os levitas, os porteiros, os cantores e os servidores do templo, e também alguns do povo e os demais israelitas, estabeleceram-se em suas próprias cidades. Quando chegou o sétimo mês e os israelitas tinham se instalado em suas cidades,