Neemias 8

1 Congregou-se todo o povo como um só homem, na praça fronteira à entrada das águas; e disseram a Esdras, o escriba, que trouxesse o livro da lei de Moisés, ordenado a Israel por Jeová.

2 O sacerdote Esdras trouxe a lei para diante da congregação, tanto de homens como de mulheres, e de todos os que podiam ouvir com entendimento, no primeiro dia do sétimo mês.

3 Leu no livro diante da praça fronteira à entrada das águas desde manhã cedo até o meio dia, na presença dos homens e das mulheres, e dos que podiam entender; e todo o povo tinha os ouvidos atentos ao livro da lei.

4 Esdras, o escriba, pôs-se em pé sobre um estrado de madeira, que fizeram para esse fim; e ao lado dele, à sua direita, estavam Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias e Maaséias; e à sua esquerda Pedaías, Misael, Malquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão.

5 Esdras abriu o livro à vista de todo o povo (pois ele estava acima de todo o povo). Abrindo-o ele, todo o povo se pôs em pé,

6 e Esdras bendisse a Jeová, o grande Deus. Todo o povo respondeu: Amém, amém, levantando as suas mãos. Inclinaram-se e adoraram a Jeová com os rostos em terra.

7 Também Jesua, Bani, Serebias, Jamim, Acube, Sabetai, Hodias, Maaséias, Quelita, Azarias, Jozabade, Hanã, Pelaías e os levitas fizeram que o povo entendesse a lei; e o povo estava em pé no seu lugar.

8 Leram no livro da lei de Deus distintamente; e deram o sentido, de modo que se entendesse a leitura.

9 Neemias que era o governador e Esdras sacerdote e escriba, e os levitas que ensinavam ao povo, disseram a todo o povo: Este dia é consagrado a Jeová vosso Deus; não pranteeis nem choreis. Pois todo o povo chorava, quando ouviam as palavras da lei.

10 Então lhes disse: Ide, comei o gordo e bebei o doce e mandai quinhões ao que não tem nada preparado para si. Pois este dia é consagrado ao Senhor. Não estejais contristados, porque a alegria de Jeová é a vossa fortaleza.

11 Os levitas fizeram calar a todo o povo, dizendo: Calai-vos, porque o dia é santo; e não estejais contristados.

12 Foi-se todo o povo a comer, e a beber, e a mandar quinhões, e a fazer grande regozijo, porque tinham entendido as palavras que lhes foram referidas.

13 Ao outro dia ajuntaram-se os cabeças das famílias de todo o povo, os sacerdotes e os levitas, na presença de Esdras, o escriba, para atenderem às palavras da lei.

14 Acharam escrito na lei ter Jeová ordenado por meio de Moisés, que os filhos de Israel habitassem em tabernáculos durante a festa do sétimo mês:

15 que publicassem e fizessem passar pregão por todas as suas cidades, e em Jerusalém, dizendo: Saí ao monte, e trazei ramos de oliveiras, ramos de zambujeiros, ramos de murtas, ramos de palmeiras, ramos de árvores frondosas, para fazerdes tabernáculos, como está escrito.

16 Saiu o povo e trouxeram os ramos e fizeram para si tabernáculos, cada um no eirado da sua casa, e nos seus átrios e nos átrios da casa de Deus, e na praça da entrada das águas, e na praça da entrada de Efraim.

17 Toda a congregação dos que tinham voltado do cativeiro, fez tabernáculos, e neles habitaram; pois não tinham feito assim os filhos de Israel desde os dias de Josué, filho de Num, até aquele dia. Houve mui grande alegria.

18 Esdras leu no livro da lei de Deus todos os dias desde o primeiro dia até o último. Celebraram a festa por sete dias; e ao oitavo dia houve uma assembléia solene segundo a ordenança.

Capítulos

Bíblias