Sofonias 1

1 Oráculos do Senhor dirigidos a Sofonias, filho de Cusi, filho de Godolias, filho de Amarias, filho de Ezequias, no tempo de Josias, filho de Amon, rei de Judá.

2 Destruirei tudo sobre a face de terra - oráculo do Senhor;

3 farei perecer homens e animais, aves do céu e peixes do mar; exterminarei os ímpios com seus escândalos, farei desaparecer os homens da superfície do mundo - oráculo do Senhor.

4 Estenderei a mão contra Judá, e contra os habitantes de Jerusalém, e exterminarei desse lugar tudo o que resta de Baal, até o nome de seus servos e de seus sacerdotes:

5 os que se prostram nos terraços para adorar a imensidão dos astros; os que se prostram e fazem juramentos ora em nome do Senhor, ora em nome de seu deus;

6 e também os que se desviam do Senhor, que não o buscam nem se preocupam com ele.

7 Silêncio diante do Senhor Javé! Porque o dia do Senhor está próximo, o Senhor preparou um sacrifício, santificou os seus convidados.

8 No dia do sacrifício do Senhor, castigarei os chefes e os príncipes reais, e todos os que se vestem como os estrangeiros.

9 Castigarei naquele dia todos os que forçam as soleiras das portas, e enchem a casa de seu amo de bens fraudulentos ou extorquidos com violência.

10 Naquele dia - oráculo do Senhor - haverá muitos clamores à Porta dos Peixes, gemidos do lado da cidade nova, e um grande tumulto do lado das colinas.

11 Lamentai-vos, habitantes do Morteiro, porque todo o povo dos mercadores foi aniquilado, todos os traficantes de prata foram exterminados.

12 Naquele tempo, inspecionarei Jerusalém com lanternas, castigarei os homens que, sentados em sua borra, dizem consigo mesmos: O Senhor não faz bem nem mal.

13 Seus bens serão entregues à pilhagem, suas moradas serão saqueadas. Edificarão casas, mas não as habitarão, plantarão vinhas, mas não beberão de seu vinho.

14 Eis que se aproxima o grande dia do Senhor! Ele se aproxima rapidamente. Terrível é o ruído que faz o dia do Senhor; o mais forte soltará gritos de amargura nesse dia.

15 Esse dia será um dia de ira, dia de angústia e de aflição, dia de ruína e de devastação; dia de trevas e escuridão, dia de nuvens e de névoas espessas,

16 dia de trombeta e de alarme, contra as cidades fortes e as torres elevadas.

17 Mergulharei os homens na aflição, e eles andarão como cegos porque pecaram contra o Senhor. Seu sangue será derramado como o pó, e suas entranhas como o lixo.

18 Nem sua prata, nem seu ouro poderão salvá-los no dia da cólera do Senhor. Toda a terra será devorada pelo fogo de seu zelo, porque ele aniquilará de repente toda a população da terra.

1 Verbum Domini, quod factum est ad Sophoniam filium Chusi filii Godoliae filii Amariae filii Ezechiae, in diebus Iosiae filii Amon regis Iudae.

2 " Auferens auferam omniaa facie terrae,dicit Dominus,

3 auferam hominem et pecus,auferam volatile caeliet pisces maris.Et ruinae impiorum erunt;et disperdam homines a facie terrae,dicit Dominus.

4 Et extendam manum meam super Iudamet super omnes habitantes Ierusalem;et disperdam de loco hoc reliquias Baalet nomina aedituorum cum sacerdotibus

5 et eos, qui adorant super tectamilitiam caeliet adorant et iurant in Dominoet iurant in Melchom,

6 et qui avertuntur de post tergum Domini,et qui non quaerunt Dominum nec investigant eum ".

7 Silete a facie Domini Dei,quia iuxta est dies Domini;quia praeparavit Dominus hostiam,sanctificavit vocatos suos.

8 " Et erit in die hostiae Domini:visitabo super principeset super filios regiset super omnes, qui induti suntveste peregrina;

9 et visitabo super omnem,qui arroganter ingreditur super limen in die illa,qui complent domum domini suiiniquitate et dolo.

10 Et erit in die illa,dicit Dominus,vox clamoris a porta Piscium,et ululatus ab urbe Nova,et contritio magna a collibus.

11 Ululate, habitatores Pilae,quia interiit omnis populus Chanaan,disperierunt omnes involuti argento.

12 Et erit in tempore illo:scrutabor Ierusalem in lucerniset visitabo super virosdefixos in faecibus suis,qui dicunt in cordibus suis:Non faciet bene Dominuset non faciet male".

13 Et erunt opes eorum in direptionem,et domus eorum in desertum;et aedificabunt domoset non habitabunt,et plantabunt vineaset non bibent vinum earum ".

14 Iuxta est dies Domini magnus,iuxta et velox nimis;vox diei Domini amara,tribulabitur ibi fortis.

15 Dies irae dies illa,dies tribulationis et angustiae,dies vastitatis et desolationis,dies tenebrarum et caliginis,dies nebulae et turbinis,

16 dies tubae et clangorissuper civitates munitaset super angulos excelsos.

17 Et tribulabo homines,et ambulabunt ut caeci,quia Domino peccaverunt;et effundetur sanguis eorum sicut humus,et viscera eorum sicut stercora.

18 Sed et argentum eorum et aurum eorumnon poterit liberare eosin die irae Domini;in igne zeli eiusdevorabitur omnis terra,quia consummationem cum festinatione facietcunctis habitantibus terram.