Provérbios 20

1 O vinho é zombador e a bebida forte causa alvoroço; todo aquele que é vencido por eles não é sábio.

2 A fúria do rei é como o rugido do leão; quem o provoca peca contra a própria vida.

3 É uma honra para alguém ficar longe de conflitos, mas os insensatos envolvem-se neles.

4 O preguiçoso não ara as terras porque é inverno; por isso, no tempo da colheita, procura e não encontra nada.

5 Os propósitos do coração humano são como águas profundas, mas quem é inteligente sabe como trazê-los à tona.

6 Muitos proclamam a sua própria bondade, mas alguém que é digno de confiança, quem o achará?

7 O justo anda na sua integridade; felizes são os seus filhos depois dele.

8 Quando o rei se assenta no trono para julgar, com os seus olhos dispersa todo mal.

9 Quem pode dizer: “Purifiquei o meu coração; estou limpo do meu pecado”?

10 O Senhor detesta o uso de dois pesos e duas medidas; ele detesta tanto uma coisa quanto a outra.

11 Até a criança se dá a conhecer pelas suas ações, se o que faz é puro e reto.

12 O ouvido que ouve e o olho que vê, o Senhor os fez, tanto um como o outro.

13 Não ame o sono, para que você não empobreça; abra os olhos e você terá pão de sobra.

14 “Não presta! Não vale tanto!” — diz o comprador; mas, quando vai embora, então se gaba do negócio que fez.

15 Há ouro e abundância de pérolas, mas palavras que transmitem conhecimento são joia preciosa.

16 Que se tome a roupa daquele que fica por fiador de um estranho; que ela sirva de penhor, quando ele se compromete por estrangeiros.

17 O pão que se ganha com fraude pode ser gostoso, mas depois a boca se encherá de areia.

18 Os planos são estabelecidos mediante os conselhos; faça a guerra com prudência.

19 O mexeriqueiro revela os segredos; portanto, não se meta com quem fala demais.

20 Se alguém amaldiçoa o seu pai ou a sua mãe, a sua lâmpada se apagará na mais densa escuridão.

21 A posse antecipada de uma herança no fim não será abençoada.

22 Não diga: “Vou me vingar do mal”; espere no Senhor, e ele o livrará.

23 O Senhor detesta o uso de dois pesos, e uma balança desonesta não é boa.

24 Os passos de cada pessoa são dirigidos pelo Senhor; como poderá alguém entender o seu próprio caminho?

25 É uma armadilha dizer precipitadamente: “Isto é santo!”, e só refletir depois de fazer o voto.

26 O rei sábio peneira os maus e faz passar sobre eles a roda.

27 O espírito do ser humano é a lâmpada do Senhor, a qual examina o mais profundo do seu ser.

28 Bondade e fidelidade preservam o rei; é com bondade que ele sustém o seu trono.

29 A glória dos jovens é a sua força, e a beleza dos velhos são os seus cabelos brancos.

30 Os vergões das feridas purificam do mal, e os açoites limpam o mais íntimo do corpo.

Nova Almeida Atualizada© Copyright © 2017 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados. Texto bíblico utilizado com autorização. Saiba mais sobre a Sociedade Bíblica do Brasil www.sbb.org.br. A Sociedade Bíblica do Brasil trabalha para que a Bíblia esteja, efetivamente, ao alcance de todos e seja lida por todos. A SBB é uma entidade sem fins lucrativos, dedicada a promover o desenvolvimento integral do ser humano. Você também pode ajudar a Causa da Bíblia!