Provérbios 8

1 Por acaso, não clama a Sabedoria? E o Entendimento não faz ouvir a sua voz?

2 A Sabedoria se coloca no topo dos lugares elevados, junto ao caminho, nas encruzilhadas das veredas.

3 Junto aos portões, à entrada da cidade, à entrada dos portões ela está gritando:

4 “É para vocês, homens, que eu clamo; e a minha voz se dirige aos filhos dos homens.

5 Vocês, ingênuos, entendam a prudência; e vocês, tolos, entendam a sabedoria.

6 Escutem, pois falarei coisas excelentes; os meus lábios dirão o que é reto.

7 Porque a minha boca proclamará a verdade; os meus lábios detestam a maldade.

8 Todas as palavras da minha boca são justas; não há nelas nenhuma coisa torta, nem perversa.

9 Todas são retas para os que têm compreensão e justas, para os que acham o conhecimento.

10 Aceitem o meu ensino, em vez da prata, e o conhecimento, em lugar do ouro escolhido.

11 Porque a sabedoria é melhor do que as joias, e tudo o que se possa desejar não se compara com ela.

12 Eu, a Sabedoria, moro com a prudência e disponho de conhecimento e de conselhos.

13 O temor do Senhor consiste em odiar o mal. Eu odeio a soberba, a arrogância, o mau caminho e a boca que fala coisas perversas.

14 Meu é o conselho e a verdadeira sabedoria; eu sou o Entendimento, minha é a fortaleza.

15 Por meio de mim os reis governam, e os príncipes decretam justiça.

16 Por meio de mim governam os príncipes, os nobres e todos os juízes da terra.

17 Eu amo os que me amam; os que me procuram me encontram.

18 Riquezas e honra estão comigo, bens duráveis e justiça.

19 O meu fruto é melhor do que o ouro, do que o ouro refinado; e o meu rendimento é maior do que a prata escolhida.

20 Ando pelo caminho da justiça e sigo as veredas do juízo,

21 para dotar de bens os que me amam e encher os seus tesouros.”

22 O Senhor me possuía no início da sua obra, antes das suas obras mais antigas.

23 Fui estabelecida desde a eternidade, desde o princípio, antes do começo da terra.

24 Nasci antes de haver abismos, quando ainda não havia fontes carregadas de águas.

25 Antes que os montes fossem firmados, antes de haver colinas, eu nasci.

26 Deus ainda não tinha feito a terra, nem os seus campos, nem sequer o princípio do pó do mundo.

27 Eu estava lá quando ele preparava os céus, quando traçava o horizonte sobre a face do abismo.

28 Estava lá quando ele firmava as nuvens de cima, quando estabelecia as fontes do abismo,

29 quando fixava ao mar os seus limites, para que as águas não transgredissem a sua ordem. Quando ele compunha os fundamentos da terra,

30 eu estava com ele e era o seu arquiteto. Dia após dia eu era a sua alegria, divertindo-me em todo o tempo na sua presença,

31 divertindo-me no seu mundo habitável e achando alegria junto aos filhos dos homens.

32 Agora, meus filhos, escutem o que eu digo, porque felizes são os que guardam os meus caminhos.

33 Ouçam o ensino, sejam sábios e não o rejeitem.

34 Feliz é aquele que me ouve, vigiando dia após dia diante das minhas portas, esperando na entrada da minha casa.

35 Pois quem me encontra encontra a vida e alcança favor do Senhor.

36 Mas quem peca contra mim violenta a própria alma. Todos os que me odeiam amam a morte.

Nova Almeida Atualizada© Copyright © 2017 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados. Texto bíblico utilizado com autorização. Saiba mais sobre a Sociedade Bíblica do Brasil www.sbb.org.br. A Sociedade Bíblica do Brasil trabalha para que a Bíblia esteja, efetivamente, ao alcance de todos e seja lida por todos. A SBB é uma entidade sem fins lucrativos, dedicada a promover o desenvolvimento integral do ser humano. Você também pode ajudar a Causa da Bíblia!