Oséias 4

1 Ouvi a palavra do Senhor, filhos de Israel! Porque o Senhor está em litígio com os habitantes da terra. Não há sinceridade nem bondade, nem conhecimento de Deus na terra.

2 Juram falso, assassinam, roubam, cometem adultério, usam de violência e acumulam homicídio sobre homicídio.

3 Por isso, a terra está de luto e todos os seus habitantes perecem; os animais selvagens, as aves do céu, e até mesmo os peixes do mar desaparecem.

4 Entretanto, ninguém poderá acusar {o povo}, nem o repreender, mas eu censuro a ti, ó sacerdote.

5 Tu tropeçarás em pleno dia, assim como o profeta durante a noite. Far-te-ei perecer,

6 porque meu povo se perde por falta de conhecimento; por teres rejeitado a instrução, excluir-te-ei de meu sacerdócio; já que esqueceste a lei de teu Deus, também eu me esquecerei dos teus filhos.

7 Quanto mais se multiplicaram, mais pecaram contra mim, transformaram em infâmia o que era a sua glória.

8 Eles se nutrem do pecado de meu povo, e são ávidos de suas iniqüidades.

9 O sacerdote será tratado como o povo. Castigá-lo-ei pelo seu comportamento. Tratá-lo-ei segundo as suas obras.

10 Comerão, mas não hão de saciar-se; prostituir-se-ão, mas não hão de multiplicar-se, porque abandonaram o culto do Senhor.

11 O mau proceder, o vinho e o mosto abafam a razão.

12 Meu povo consulta o seu pedaço de pau, e o seu cajado lhe faz revelações, porque o espírito de infidelidade o perde e eles se prostituem, afastando-se de seu Deus.

13 Sacrificam nos cimos das montanhas, queimam ofertas nas colinas, debaixo dos carvalhos, dos álamos e dos terebintos, sentindo-se bem à sua sombra. Assim, quando vossas filhas se prostituem e vossas noras adulteram,

14 não castigarei as vossas filhas prostitutas, nem vossas noras adúlteras, porque eles mesmos coabitam com meretrizes, e sacrificam com hieródulas. O povo insensato lança-se à perdição!

15 Se procederes mal, Israel, que ao menos Judá não se torne culpado! Não vades a Gálgala, não subais a Betavem, e não jureis pela vida de Deus!

16 Porque Israel se rebela como uma novilha insubmissa, o Senhor vai conduzi-lo agora a pastar como um cordeiro numa planície aberta.

17 Efraim aliou-se aos ídolos: deixa-o!

18 Logo que cessam de beber, entregam-se à prostituição; seus chefes preferem a ignomínia.

19 O vento os envolverá nas suas asas, e serão cobertos de vergonha por causa de seu altares.

1 " Audite verbum Domini,filii Israel,quia iudicium Dominocum habitatoribus terrae:non est enim veritas, et non est benignitas,et non est scientia Dei in terra;

2 maledictum et mendaciumet homicidium et furtum et adulterium inundaverunt,et sanguis sanguinem tetigit.

3 Propter hoc lugebit terra,et infirmabitur omnis, qui habitat in ea,cum bestia agri et volucre caeli,sed et pisces maris auferentur.

4 Verumtamen non sit qui contendatnec qui arguat,sed tecum iudicium meum, sacerdos.

5 Et corrues plena die,et corruet etiam propheta tecum nocte;et perdam matrem tuam.

6 Perit populus meus,eo quod non habuerit scientiam.Quia tu scientiam reppulisti,repellam te, ne sacerdotio fungaris mihi;et quia oblitus es legis Dei tui,obliviscar filiorum tuorum et ego.

7 Secundum multitudinem eorum, sic peccaverunt mihi;gloriam eorum in ignominiam commutabo.

8 Peccatum populi mei comeduntet ad iniquitatem eorum sublevabunt animas eorum.

9 Et erit sicut populus sic sacerdos;et visitabo super eum vias eiuset opera eius reddam ei.

10 Et comedent et non saturabuntur;fornicabuntur et non multiplicabuntur,quoniam Dominum reliqueruntin non custodiendo.

11 Fornicatio et vinum et ebrietas auferunt cor.

12 Populus meus in ligno suo interrogat,et baculus eius annuntiat ei;spiritus enim fornicationum decepit eos,et fornicantur a Deo suo.

13 Super capita montium sacrificantet super colles accendunt thymiama,subtus quercum et populum et terebinthum,quia bona est umbra eius;ideo fornicantur filiae vestrae,et sponsae vestrae adulterae sunt.

14 Non visitabo super filias vestras,cum fuerint fornicatae,et super sponsas vestras,cum adulteraverint,quoniam hi ipsi cum meretricibus seceduntet cum prostibulis delubrorum sacrificant,et populus non intellegens corruet.

15 Si fornicaris tu, Israel,non delinquat saltem Iuda;et nolite ingredi in Galgalaet ne ascenderitis in Bethavenneque iuraveritis: "Vivit Dominus".

16 Quoniam sicut vacca lasciviensIsrael contumax est;nunc pascet eos Dominusquasi agnum in latitudine?

17 Particeps idolorum Ephraim,dimitte eum.

18 Transiit convivium eorum,fornicatione fornicati sunt,diligunt vehementerignominiam impudicitiae.

19 Ligabit spiritus eos in alis suis,et confundentur a sacrificiis suis.