Eclesiastes 5

1 Quando você for ao santuário de Deus, seja reverente. Quem se aproxima para ouvir é melhor do que os tolos que oferecem sacrifício sem saber que estão agindo mal.

2 Não seja precipitado de lábios, nem apressado de coração para fazer promessas diante de Deus. Deus está nos céus, e você está na terra, por isso, fale pouco.

3 Das muitas ocupações brotam sonhos; do muito falar nasce a prosa vã do tolo.

4 Quando você fizer um voto, cumpra-o sem demora, pois os tolos desagradam a Deus; cumpra o seu voto.

5 É melhor não fazer voto do que fazer e não cumprir.

6 Não permita que a sua boca o faça pecar. E não diga ao mensageiro de Deus: "O meu voto foi um engano". Por que irritar a Deus com o que você diz e deixá-lo destruir o que você realizou?

7 Em meio a tantos sonhos, absurdos e conversas inúteis, tenha temor de Deus.

8 Se você vir o pobre oprimido numa província e vir que lhe são negados o direito e a justiça, não fique surpreso; pois todo oficial está subordinado a alguém em posição superior, e sobre os dois há outros em posição ainda mais alta.

9 Mesmo assim, é vantagem a nação ter um rei que a governe e que se interesse pela agricultura.

10 Quem ama o dinheiro jamais terá o suficiente; quem ama as riquezas jamais ficará satisfeito com os seus rendimentos. Isso também não faz sentido.

11 Quando aumentam os bens, também aumentam os que os consomem. E que benefício trazem os bens a quem os possui, senão dar um pouco de alegria aos seus olhos?

12 O sono do trabalhador é ameno, quer coma pouco quer coma muito, mas a fartura de um homem rico não lhe dá tranqüilidade para dormir.

13 Há um mal terrível que vi debaixo do sol: riquezas acumuladas para infelicidade do seu possuidor.

14 Se as riquezas se perdem num mau negócio, nada ficará para o filho que lhe nascer.

15 O homem sai nu do ventre de sua mãe, e como vem, assim vai. De todo o trabalho em que se esforçou nada levará consigo.

16 Há também outro mal terrível: Como o homem vem, assim ele vai, e o que obtém, de todo o seu esforço em busca do vento?

17 Passa toda a sua vida nas trevas, com grande frustração, doença e amargura.

18 Assim, descobri que o melhor e o que vale a pena é comer, beber, e desfrutar o resultado de todo o esforço que se faz debaixo do sol durante os poucos dias de vida que Deus dá ao homem, pois essa é a sua recompensa.

19 E, quando Deus concede riquezas e bens a alguém, e o capacita a desfrutá-los, a aceitar a sua sorte e a ser feliz em seu trabalho, isso é um presente de Deus.

20 Raramente essa pessoa reflete no fato de que a sua vida é curta, porque Deus o mantém ocupado com a alegria do coração.

1 [^1] Guard your steps when you go to the house of God. Go near to listen rather than to offer the sacrifice of fools, who do not know that they do wrong.

2 Do not be quick with your mouth, ¶ do not be hasty in your heart ¶ to utter anything before God. ¶ God is in heaven ¶ and you are on earth, ¶ so let your words be few.

3 A dream comes when there are many cares, and many words mark the speech of a fool.

4 When you make a vow to God, do not delay to fulfill it. He has no pleasure in fools; fulfill your vow.

5 It is better not to make a vow than to make one and not fulfill it.

6 Do not let your mouth lead you into sin. And do not protest to the temple messenger, "My vow was a mistake." Why should God be angry at what you say and destroy the work of your hands?

7 Much dreaming and many words are meaningless. Therefore fear God.

8 If you see the poor oppressed in a district, and justice and rights denied, do not be surprised at such things; for one official is eyed by a higher one, and over them both are others higher still.

9 The increase from the land is taken by all; the king himself profits from the fields.

10 Whoever loves money never has enough; ¶ whoever loves wealth is never satisfied with their income. ¶ This too is meaningless.

11 As goods increase, ¶ so do those who consume them. ¶ And what benefit are they to the owners ¶ except to feast their eyes on them?

12 The sleep of a laborer is sweet, ¶ whether they eat little or much, ¶ but as for the rich, their abundance ¶ permits them no sleep.

13 I have seen a grievous evil under the sun: ¶ wealth hoarded to the harm of its owners,

14 or wealth lost through some misfortune, ¶ so that when they have children ¶ there is nothing left for them to inherit.

15 Everyone comes naked from their mother's womb, and as everyone comes, so they depart. ¶ They take nothing from their toil ¶ that they can carry in their hands.

16 This too is a grievous evil: ¶ As everyone comes, so they depart, ¶ and what do they gain, ¶ since they toil for the wind?

17 All their days they eat in darkness, with great frustration, affliction and anger.

18 This is what I have observed to be good: that it is appropriate for a person to eat, to drink and to find satisfaction in their toilsome labor under the sun during the few days of life God has given them —for this is their lot.

19 Moreover, when God gives someone wealth and possessions, and the ability to enjoy them, to accept their lot and be happy in their toil —this is a gift of God.

20 They seldom reflect on the days of their life, because God keeps them occupied with gladness of heart.