Eclesiastes 1

1 As palavras do Mestre, filho de Davi, rei em Jerusalém:

2 "Que grande inutilidade! ", diz o Mestre. "Que grande inutilidade! Nada faz sentido! "

3 O que o homem ganha com todo o seu trabalho em que tanto se esforça debaixo do sol?

4 Gerações vêm e gerações vão, mas a terra permanece para sempre.

5 O sol se levanta e o sol se põe, e depressa volta ao lugar de onde se levanta.

6 O vento sopra para o sul e vira para o norte; dá voltas e mais voltas, seguindo sempre o seu curso.

7 Todos os rios vão para o mar, contudo o mar nunca se enche; ainda que sempre corram para lá, para lá voltam a correr.

8 Todas as coisas trazem canseira. O homem não é capaz de descrevê-las; os olhos nunca se saciam de ver, nem os ouvidos de ouvir.

9 O que foi tornará a ser, o que foi feito se fará novamente; não há nada novo debaixo do sol.

10 Haverá algo de que se possa dizer: "Veja! Isto é novo! "? Não! Já existiu há muito tempo; bem antes da nossa época.

11 Ninguém se lembra dos que viveram na antigüidade, e aqueles que ainda virão tampouco serão lembrados pelos que vierem depois deles.

12 Eu, o mestre, fui rei de Israel em Jerusalém.

13 Dediquei-me a investigar e a usar a sabedoria para explorar tudo que é feito debaixo do céu. Que fardo pesado Deus pôs sobre os homens!

14 Tenho visto tudo o que é feito debaixo do sol; tudo é inútil, é correr atrás do vento!

15 O que é torto não pode ser endireitado; o que está faltando não pode ser contado.

16 Pensei comigo mesmo: Eu me tornei famoso e ultrapassei em sabedoria todos os que governaram Jerusalém antes de mim; de fato adquiri muita sabedoria e conhecimento.

17 Assim eu me esforcei para compreender a sabedoria, bem como a loucura e a insensatez, mas aprendi que isso também é correr atrás do vento.

18 Pois quanto maior a sabedoria maior o sofrimento; e quanto maior o conhecimento, maior o desgosto.

1 The words of the Teacher, [^1] son of David, king in Jerusalem:

2 "Meaningless! Meaningless!" ¶ says the Teacher. ¶ "Utterly meaningless! ¶ Everything is meaningless."

3 What do people gain from all their labors ¶ at which they toil under the sun?

4 Generations come and generations go, but the earth remains forever.

5 The sun rises and the sun sets, and hurries back to where it rises.

6 The wind blows to the south and turns to the north; ¶ round and round it goes, ¶ ever returning on its course.

7 All streams flow into the sea, yet the sea is never full. ¶ To the place the streams come from, ¶ there they return again.

8 All things are wearisome, more than one can say. ¶ The eye never has enough of seeing, ¶ nor the ear its fill of hearing.

9 What has been will be again, what has been done will be done again; ¶ there is nothing new under the sun.

10 Is there anything of which one can say, "Look! This is something new"? ¶ It was here already, long ago; ¶ it was here before our time.

11 No one remembers the former generations, and even those yet to come ¶ will not be remembered ¶ by those who follow them.

12 I, the Teacher, was king over Israel in Jerusalem.

13 I applied my mind to study and to explore by wisdom all that is done under the heavens. What a heavy burden God has laid on mankind!

14 I have seen all the things that are done under the sun; all of them are meaningless, a chasing after the wind.

15 What is crooked cannot be straightened; ¶ what is lacking cannot be counted.

16 I said to myself, "Look, I have increased in wisdom more than anyone who has ruled over Jerusalem before me; I have experienced much of wisdom and knowledge."

17 Then I applied myself to the understanding of wisdom, and also of madness and folly, but I learned that this, too, is a chasing after the wind.

18 For with much wisdom comes much sorrow; ¶ the more knowledge, the more grief.