Salmos 28

1 A ti, Jeová, clamarei; Rocha minha, não sejas surdo para comigo; Não suceda que, ficando tu em silêncio ao meu respeito, Eu me torne semelhante aos que descem à cova.

2 Ouve a voz das minhas súplicas, quando a ti clamar por socorro, Quando levantar as minhas mãos para o teu santo oráculo.

3 Não me arrastes juntamente com os iníquos E com os que obram a iniqüidade, Os quais falam de paz com o seu próximo, Mas têm em seus corações a maldade.

4 Dá-lhes segundo a sua obra, e segundo a maldade dos seus feitos; Dá-lhes segundo o que fizeram as suas mãos, Retribui-lhes o que eles merecem.

5 Porquanto não prestam atenção às obras de Jeová, Nem ao que ele fez com as suas mãos, Derrubá-los-á e não os reedificará.

6 Bendito seja Jeová, porque ouviu a voz das minhas súplicas.

7 Jeová é a minha força e o meu escudo; Nele tem confiado o meu coração, e sou ajudado. Por isso exulta o meu coração, E com o meu cântico o louvarei.

8 Jeová é a força do seu povo, É uma fortaleza salvadora para o seu ungido.

9 Salva o teu povo e abençoa a tua herança; Pastoreia-os e exalta-os para sempre.

Capítulos

Bíblias