Provérbios 14

1 A mulher sábia edifica o lar, mas a insensata o destrói com as próprias mãos.

2 Quem anda pelo caminho reto teme o Senhor; quem escolhe estradas tortuosas o despreza.

3 A conversa arrogante do insensato se torna uma vara que o castiga, mas as palavras do sábio o protegem.

4 Um estábulo sem bois permanece limpo, mas é a força do boi que provê a colheita farta.

5 A testemunha honesta não mente; a testemunha falsa respira mentiras.

6 O zombador procura sabedoria e nunca a encontra, mas para o que tem discernimento o conhecimento vem fácil.

7 Afaste-se do tolo, pois em seus lábios não achará conhecimento.

8 O prudente sabe para onde vai, mas os insensatos enganam a si mesmos.

9 Os insensatos zombam da própria culpa, mas os justos a reconhecem e buscam reconciliação.

10 Cada coração conhece sua própria amargura, e ninguém pode compartilhar de toda a sua alegria.

11 A casa dos perversos será destruída, mas a tenda dos justos florescerá.

12 Há caminhos que a pessoa considera corretos, mas que acabam levando à estrada da morte.

13 O riso pode esconder o coração aflito, mas, quando a alegria se extingue, a dor permanece.

14 O desleal recebe o que merece, mas a pessoa de bem é recompensada.

15 O ingênuo acredita em tudo que ouve; o prudente examina seus passos com cuidado.

16 O sábio é cauteloso e evita o perigo; o tolo confia demais em si mesmo e se precipita.

17 Quem se ira com facilidade faz coisas tolas; quem trama o mal é odiado.

18 Os ingênuos são revestidos de insensatez, enquanto os prudentes são coroados de conhecimento.

19 Os maus se prostrarão diante dos bons; os perversos se curvarão à porta dos justos.

20 Os pobres são desprezados pelos vizinhos, enquanto os ricos têm muitos amigos.

21 É pecado desprezar o próximo; feliz o que ajuda os pobres.

22 Os que tramam fazer o mal se perdem, mas os que planejam fazer o bem encontram amor e fidelidade.

23 O trabalho árduo produz lucro, mas a conversa fiada leva à pobreza.

24 A riqueza é coroa para os sábios, mas a insensatez dos tolos só resulta em mais insensatez.

25 A testemunha confiável salva vidas, mas a testemunha falsa é traidora.

26 Quem teme o Senhor está seguro; ele é refúgio para seus filhos.

27 O temor do Senhor é fonte de vida; ajuda a escapar das armadilhas da morte.

28 Uma população que cresce é a glória do rei, mas a falta de súditos é a ruína do príncipe.

29 Quem tem entendimento controla sua raiva; quem se ira facilmente demonstra grande insensatez.

30 O contentamento dá saúde ao corpo; a inveja é como câncer nos ossos.

31 Quem oprime o pobre insulta seu Criador, mas quem ajuda o necessitado honra a Deus.

32 O perverso é destruído por sua maldade, mas o justo encontra refúgio mesmo na hora da morte.

33 A sabedoria é preservada no coração sensato; não é possível encontrá-la entre os tolos.

34 A justiça engrandece a nação, mas o pecado é vergonha para qualquer povo.

35 O rei se alegra em seus servos prudentes, mas se enfurece contra os que o envergonham.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.