Isaías 43

1 E agora, eis o que diz o Senhor, aquele que te criou, Jacó, e te formou, Israel: Nada temas, pois eu te resgato, eu te chamo pelo nome, és meu.

2 Se tiveres de atravessar a água, estarei contigo. E os rios não te submergirão; se caminhares pelo fogo, não te queimarás, e a chama não te consumirá.

3 Pois eu sou o Senhor, teu Deus, o Santo de Israel, teu salvador. Dou o Egito por teu resgate, a Etiópia e Sabá em compensação.

4 Porque és precioso a meus olhos, porque eu te aprecio e te amo, permuto reinos por ti, entrego nações em troca de ti.

5 Fica, tranqüilo, pois estou contigo, do oriente trarei tua raça, e do ocidente eu te reunirei.

6 Devolve-os!, direi ao setentrião e ao meio-dia: Não os retenhas! Traze meus filhos das longínquas paragens, e minhas filhas dos confins da terra;

7 todos aqueles que trazem meu nome, e que criei para minha glória.

8 Fazei comparecer o povo cego apesar de ter olhos, e os surdos que têm ouvidos!

9 Que todas as nações se congreguem e que os povos se reúnam! Quem dentre eles soube predizer o que se passa, e foi o primeiro que no-lo fez saber? Que apresentem suas testemunhas para justificar suas pretensões, que sejam ouvidas para que se possa dizer: É exato.

10 Vós sois minhas testemunhas, diz o Senhor, e meus servos que eu escolhi, a fim de que se reconheça e que me acreditem e que se compreenda que sou eu. Nenhum deus foi formado antes de mim, e não haverá outros depois de mim.

11 Fui eu, sou eu o Senhor, não há outro salvador a não ser eu.

12 Sou eu quem predisse e salvei, e não um deus estranho entre vós. Vós sois minhas testemunhas, diz o Senhor, eu sou Deus

13 desde toda a eternidade. Ninguém poderia escapar de minha mão; quando executo, quem poderia destruir minha obra?

14 Eis o que diz o Senhor, vosso Redentor, o Santo de Israel: Por vossa causa, envio a Babilônia, a fim de fazer cair os ferrolhos dos cárceres, e os caldeus lamentar-se-ão em altos brados.

15 Eu sou o Senhor, vosso Santo, o criador de Israel, vosso rei.

16 Eis o que diz o Senhor que abriu uma passagem através do mar, um caminho em meio às ondas,

17 que pôs em campo carros e cavalos, a tropa de soldados e chefes: eles caíram então para nunca mais se levantar; Extinguiram-se como um pavio de vela.

18 Não vos lembreis mais dos acontecimentos de outrora, não recordeis mais as coisas antigas,

19 porque eis que vou fazer obra nova, a qual já surge: não a vedes? Vou abrir uma via pelo deserto, e fazer correr arroios pela estepe.

20 Dar-me-ão glória os animais selvagens, os chacais e as avestruzes, pois terei feito jorrar água no deserto, e correr arroios na estepe, para saciar a sede de meu povo, meu eleito;

21 o povo, que formei para mim, contará meus feitos.

22 No entanto, não foste tu que me chamaste, Jacó, tu não te fatigaste por mim, Israel.

23 Não me ofereceste carneiros em holocausto, nem me honraste com sacrifícios; não cobrei de ti um pesado imposto em oblações, nem te sobrecarreguei exigindo incenso.

24 Não me compraste, a preço alto, cana perfumada, nem me fartaste com a gordura das vítimas. Mas me atormentaste com teus pecados, cansaste-me com tuas iniqüidades.

25 Sempre sou eu quem deve apagar tuas faltas, e não mais me lembrar de teus pecados.

26 Refresca tua memória e discutamos: apresenta tuas contas, para te justificar!

27 Já teu primeiro pai pecou, teus representantes me ofenderam,

28 teus príncipes profanaram meu santuário. Então entreguei Jacó ao anátema e Israel às injúrias.

1 Et nunc haec dicit Dominus,qui creavit te, Iacob, et formavit te, Israel: Noli timere, quia redemi teet vocavi te nomine tuo; meus es tu.

2 Cum transieris per aquas, tecum ero,et flumina non operient te;cum ambulaveris in igne, non combureris,et flamma non ardebit in te,

3 quia ego Dominus Deus tuus,Sanctus Israel, salvator tuus:dedi propitiationem tuam Aegyptum,Aethiopiam et Saba pro te.

4 Quoniam pretiosus factus es in oculis meiset gloriosus, ego diligo teet dabo homines pro teet populos pro anima tua.

5 Noli timere, quoniam ego tecum sum:ab oriente adducam semen tuumet ab occidente congregabo te.

6 Dicam aquiloni: "Da"et austro: "Noli prohibere;affer filios meos de longinquoet filias meas ab extremis terrae.

7 Omnem, qui vocatur nomine meo,in gloriam meam creavi eum,formavi eum et feci eum".

8 Educ foras populum caecum, et oculos habentem,surdos, et aures eis sunt.

9 Omnes gentes congregentur simul,et colligantur nationes:quis in eis annuntiabit istudet priora audire nos faciet?Dent testes suos et iustificenturet audiant et dicant: "Vere".

10 Vos testes mei, dicit Dominus,et servus meus, quem elegi,ut sciatis et credatis mihiet intellegatis quia ego ipse sum;ante me non est formatus Deuset post me non erit.

11 Ego, ego sum Dominus,et non est absque me salvator.

12 Ego, annuntiavi et salvavi;auditum feci, et non fuit in vobis alienus;et vos testes mei, dicit Dominus,et ego Deus,

13 iam ab initio ego ipse.Et non est qui de manu mea eruat; operabor, et quis avertet illud? ".

14 Haec dicit Dominus, redemptor vester,Sanctus Israel: Propter vos misi in Babylonemet detraxi fugitivos universoset Chaldaeos in navibus suis gloriantes.

15 Ego Dominus, Sanctus vester,creans Israel, rex vester ".

16 Haec dicit Dominus,qui dedit in mari viamet in aquis torrentibus semitam;

17 qui eduxit quadrigam et equum,agmen et robustum;simul iacuerunt nec resurgent,contriti sunt quasi linum et exstincti sunt.

18 " Ne memineritis priorumet antiqua ne intueamini:

19 ecce ego facio nova,et nunc orientur: nonne cognoscitis ea?Utique ponam in deserto viamet in invio flumina.

20 Glorificabit me bestia agri,dracones et struthiones,quia dedi in deserto aquas,flumina in invio,ut darem potum populo meo, electo meo.

21 Populum istum formavi mihi;laudem meam narrabunt.

22 Non me invocasti, Iacob;immo taedio mei affectus es, Israel.

23 Non obtulisti mihi agnos holocausti tuiet victimis tuis non glorificasti me;non te gravavi in oblationenec laborem tibi praebui in ture.

24 Non emisti mihi argento calamumet adipe victimarum tuarum non inebriasti me;verumtamen servire me fecisti in peccatis tuis,praebuisti mihi laborem in iniquitatibus tuis.

25 Ego, ego sum ipse, qui deleo iniquitates tuas propter meet peccatorum tuorum non recordabor.

26 Memorem me redde, iudicium agamus simul:narra, ut iustificeris.

27 Pater tuus primus peccavit,et interpretes tui praevaricati sunt in me;

28 et contaminavi principes sanctuarii,dedi ad internecionem Iacobet Israel in opprobrium ".