Isaías 19

1 Recebi esta mensagem acerca do Egito: Vejam, o Senhor avança contra o Egito, montado em uma nuvem veloz! Os ídolos do Egito estremecem diante dele; o coração dos egípcios se derrete de medo.

2 “Farei egípcio lutar contra egípcio, irmão contra irmão, vizinho contra vizinho, cidade contra cidade, província contra província.

3 Os egípcios se desesperarão, e eu confundirei seus planos. Pedirão sabedoria a seus ídolos e invocarão espíritos; consultarão médiuns e praticantes do ocultismo.

4 Entregarei o Egito a um senhor cruel; um rei feroz os governará”, declara o Soberano Senhor dos Exércitos.

5 As águas do Nilo deixarão de inundar os campos; o leito do rio ficará seco e árido.

6 Os canais do Nilo secarão; os ribeiros do Egito terão mau cheiro, e juncos e canas apodrecerão.

7 Toda a vegetação às margens do rio, todas as plantações junto a ele, secarão e serão levadas pelo vento.

8 Os pescadores lamentarão, os que lançam anzóis no Nilo gemerão, e os que usam redes perderão o ânimo.

9 Não haverá linho para os ceifeiros, nem fio para os tecelões.

10 Ficarão todos desesperados; os trabalhadores se encherão de tristeza.

11 Como são tolos os oficiais de Zoã; seus conselhos ao rei do Egito são absurdos! Ainda assim, contarão vantagem ao faraó? Ousarão se gabar da sabedoria de seus antepassados?

12 Onde estão seus grandes conselheiros, faraó? Que lhe informem os planos de Deus, o que o Senhor dos Exércitos fará ao Egito.

13 Os oficiais de Zoã são tolos, os oficiais de Mênfis foram enganados. As autoridades do povo fizeram o Egito se desviar.

14 O Senhor enviou sobre eles um espírito de confusão; estão equivocados em tudo que dizem. Fazem o Egito cambalear, como um bêbado em seu vômito.

15 Não há nada que o Egito possa fazer; todos estão indefesos: a cabeça e a cauda, o ramo da palmeira e o junco.

16 Naquele dia, os egípcios serão frágeis como mulheres. Eles se encolherão de medo debaixo da mão levantada do Senhor dos Exércitos.

17 A simples menção à terra de Judá os encherá de terror, pois o Senhor dos Exércitos traçou seus planos contra eles.

18 Naquele dia, cinco cidades egípcias seguirão o Senhor dos Exércitos e até começarão a falar a língua de Canaã. Uma dessas cidades será Heliópolis, a Cidade do Sol.

19 Naquele dia, haverá um altar ao Senhor no centro do Egito e um monumento ao Senhor em sua fronteira.

20 Serão sinal e testemunho de que o Senhor dos Exércitos é adorado na terra do Egito. Quando o povo clamar ao Senhor por causa de seus opressores, ele enviará um salvador que lutará por eles e os livrará.

21 Naquele dia, o Senhor se revelará aos egípcios. Sim, eles conhecerão o Senhor e lhe apresentarão sacrifícios e ofertas. Farão um voto ao Senhor e o cumprirão.

22 O Senhor ferirá o Egito, mas depois trará cura. Pois os egípcios se voltarão para o Senhor, e ele ouvirá suas súplicas e lhes dará cura.

23 Naquele dia, o Egito e a Assíria serão ligados por uma estrada. Os egípcios e os assírios viajarão livremente entre seus países e adorarão juntos.

24 Naquele dia, Israel será o terceiro, junto com o Egito e a Assíria, uma bênção no meio da terra.

25 Porque o Senhor dos Exércitos dirá: “Bendito seja o Egito, meu povo. Bendita seja a Assíria, a terra que criei. Bendito seja Israel, minha propriedade especial”.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.