Isaías 1

1 Estas são as visões de Isaías, filho de Amoz, acerca de Judá e Jerusalém. Ele teve estas visões durante os anos em que Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias eram reis de Judá.

2 Ouçam, ó céus! Preste atenção, ó terra! Assim diz o Senhor: “Os filhos que criei e dos quais cuidei se rebelaram contra mim.

3 Até mesmo o boi conhece seu dono, e o jumento reconhece o cuidado de seu senhor, mas Israel não conhece seu Senhor; meu povo não reconhece meu cuidado por ele”.

4 Ah, como é pecadora esta nação, sobrecarregada pelo peso da culpa! São um povo perverso, filhos corruptos que rejeitaram o Senhor. Desprezaram o Santo de Israel e deram as costas para ele.

5 Por que continuam a atrair castigo sobre si? Vão se rebelar para sempre? Sua cabeça está ferida, seu coração está enfermo.

6 Estão machucados da cabeça aos pés, cheios de contusões, vergões e feridas abertas, e não há ataduras nem óleo para dar alívio.

7 Sua terra está em ruínas, suas cidades foram queimadas. Estrangeiros saqueiam seus campos diante de vocês e destroem tudo que veem pela frente.

8 A bela Sião está abandonada, como o abrigo do vigia no vinhedo, como a cabana numa plantação de pepinos, como a cidade que foi sitiada.

9 Se o Senhor dos Exércitos não houvesse poupado alguns de nós, teríamos sido exterminados como Sodoma e destruídos como Gomorra.

10 Ouçam a palavra do Senhor, líderes de “Sodoma”! Prestem atenção à lei de nosso Deus, povo de “Gomorra”!

11 “O que os faz pensar que desejo seus muitos sacrifícios?”, diz o Senhor. “Estou farto de holocaustos de carneiros e da gordura de novilhos gordos. Não tenho prazer no sangue de touros, de cordeiros e de bodes.

12 Quem lhes pediu que fizessem esse alvoroço por meus pátios quando vêm me adorar?

13 Parem de trazer ofertas inúteis; o incenso que oferecem me dá náusea! Suas festas de lua nova, seus sábados e seus dias especiais de jejum são pecaminosos e falsos; não aguento mais suas reuniões solenes!

14 Odeio suas festas de lua nova e celebrações anuais; são um peso para mim, não as suporto!

15 Não olharei para vocês quando levantarem as mãos para orar; ainda que ofereçam muitas orações, não os ouvirei, pois suas mãos estão cobertas de sangue.

16 Lavem-se e limpem-se! Removam seus pecados de minha vista e parem de fazer o mal.

17 Aprendam a fazer o bem e busquem a justiça. Ajudem os oprimidos, defendam a causa dos órfãos, lutem pelos direitos das viúvas.

18 “Venham, vamos resolver este assunto”, diz o Senhor. “Embora seus pecados sejam como o escarlate, eu os tornarei brancos como a neve; embora sejam vermelhos como o carmesim, eu os tornarei brancos como a lã.

19 Se estiverem dispostos a me obedecer, terão comida com fartura.

20 Se, porém, se desviarem e se recusarem a ouvir, serão devorados pela espada. Eu, o Senhor, falei!”

21 Vejam como a cidade antes tão fiel tornou-se uma prostituta. Antes era o centro da justiça e da retidão, agora está cheia de assassinos.

22 Antes era como prata, agora se tornou coisa desprezível. Antes era pura, agora é como vinho misturado com água.

23 Seus líderes são rebeldes, companheiros de ladrões. Todos eles amam subornos e exigem propinas, mas não defendem a causa dos órfãos nem se preocupam com os direitos das viúvas.

24 Por isso o Soberano Senhor dos Exércitos, o Poderoso de Israel, diz: “Eu me vingarei de meus inimigos; darei a meus adversários o que eles merecem!

25 Levantarei o punho contra você; o derreterei e separarei o que é descartável e removerei todas as suas impurezas.

26 Eu lhe darei bons juízes e conselheiros sábios, como tinha no passado. Então você voltará a ser chamada de Centro da Justiça e Cidade Fiel”.

27 Sião será redimida pela justiça, e os que se arrependerem serão restaurados pela retidão.

28 Mas os rebeldes e os pecadores serão destruídos, e serão consumidos os que abandonarem o Senhor.

29 Vocês se envergonharão de sua idolatria em bosques de carvalhos. Ficarão desconcertados de terem adorado em jardins dedicados a ídolos.

30 Serão como uma grande árvore com folhas murchas, como um jardim sem água.

31 Os mais fortes em seu meio desaparecerão como palha; seus atos perversos serão a faísca que a incendeia. Queimarão junto com suas obras, e ninguém conseguirá apagar o fogo.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.