Isaías 22

1 Recebi esta mensagem acerca de Jerusalém, o vale da Visão: O que está acontecendo? Por que todos correm para os terraços?

2 A cidade inteira está em grande agitação. O que vejo nesta cidade festiva? Há cadáveres por toda parte; não morreram pela espada, nem na batalha.

3 Todos os seus líderes fugiram; renderam-se sem resistir. O povo tentou escapar, mas também foi capturado.

4 Por isso eu disse: “Deixem-me chorar em paz; não tentem me consolar. Deixem-me chorar por meu povo, enquanto vejo sua destruição”.

5 Que dia de grande aflição! Que dia de confusão e terror enviado pelo Soberano Senhor dos Exércitos sobre o vale da Visão! Os muros de Jerusalém foram derrubados; lamentos ressoam das encostas dos montes.

6 Os elamitas são arqueiros, com seus carros e cavaleiros; os homens de Quir levantam os escudos.

7 Carros de guerra enchem seus lindos vales, cavaleiros atacam seus portões.

8 As defesas de Judá foram removidas; vocês correm ao arsenal para pegar suas armas.

9 Inspecionam as brechas nos muros de Jerusalém; guardam água no tanque inferior.

10 Examinam as casas e derrubam algumas; usam suas pedras para reforçar os muros.

11 Entre os muros da cidade constroem um reservatório, para guardar a água do tanque velho. Em nenhum momento, pedem ajuda àquele que fez tudo isso; não levam em conta aquele que há muito planejou essas coisas.

12 Naquele dia, o Soberano Senhor dos Exércitos, os chamou para que chorassem e lamentassem. Disse-lhes que raspassem a cabeça e vestissem pano de saco.

13 Em vez disso, vocês dançam e brincam; abatem gado e matam ovelhas, comem carne e bebem vinho. Dizem: “Comamos e bebamos, porque amanhã morreremos!”.

14 O Senhor dos Exércitos me revelou o seguinte: “Até o dia em que vocês morrerem, esse terrível pecado não será perdoado. Eu, o Soberano Senhor dos Exércitos, falei!”.

15 O Soberano Senhor dos Exércitos me disse: “Confronte Sebna, administrador do palácio, e transmita-lhe esta mensagem:

16 “Quem você pensa que é, e o que está fazendo aqui, construindo uma bela sepultura para si, um monumento no alto da rocha?

17 Pois o Senhor está prestes a lançá-lo para longe, ó homem poderoso! Ele o pegará com firmeza,

18 o embrulhará como uma bola e o atirará para uma terra distante. Você morrerá naquele lugar, e seus gloriosos carros de guerra lá ficarão. Você é uma vergonha para seu senhor!

19 “Sim, eu o expulsarei de seu cargo”, diz o Senhor. “Eu o removerei de sua posição.

20 Então chamarei meu servo Eliaquim, filho de Hilquias, para ocupar seu lugar.

21 Vestirei Eliaquim com as roupas oficiais que você usava e lhe darei seu título e autoridade. Ele será como um pai para o povo de Jerusalém e de Judá.

22 Darei a ele a chave da casa de Davi, o cargo mais elevado da corte. Quando ele abrir portas, ninguém poderá fechá-las; quando fechar portas, ninguém poderá abri-las.

23 Trará honra ao nome de seus familiares, pois o colocarei firmemente no lugar, como um prego na parede.

24 A família toda dependerá dele, e ele honrará até o membro mais humilde de sua casa.”

25 Contudo, o Senhor dos Exércitos também disse: “Chegará o dia em que arrancarei o prego que parecia tão firme. Ele será derrubado e cairá no chão. Tudo que nele se apoia cairá com ele. Eu, o Senhor, falei!”.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.