Salmos 129

1 Cântico das peregrinações. Ah, como me perseguiram desde a minha juventude! Que o diga Israel.

2 Como me perseguiram desde a minha juventude! Mas não me puderam vencer.

3 Lavraram sobre o meu dorso os lavradores, nele abriram longos sulcos.

4 Mas o Senhor é justo, ele cortou as correias com que me afligiram os maus.

5 Sejam confundidos e recuem todos os que odeiam Sião.

6 Que eles se tornem como a erva do telhado, que seca antes de ser arrancada.

7 Com ela não enche as mãos o ceifador, nem seu regaço quem recolhe os feixes.

8 Os que passam não lhes dirão: Desça sobre vós a bênção do Senhor! Nem: Nós vos abençoamos em nome do Senhor.

1 Canticum ascensionum.Saepe expugnaverunt me a iuventute mea,dicat nunc Israel,

2 saepe expugnaverunt me a iuventute mea,etenim non potuerunt adversum me.

3 Supra dorsum meum araverunt aratores,prolongaverunt sulcos suos.

4 Dominus autem iustusconcidit cervices peccatorum.

5 Confundantur et convertantur retrorsumomnes, qui oderunt Sion.

6 Fiant sicut fenum tectorum,quod, priusquam evellatur, exaruit;

7 de quo non implevit manum suam, qui metit,et sinum suum, qui manipulos colligit.

8 Et non dixerunt, qui praeteribant: Benedictio Domini super vos,benedicimus vobis in nomine Domini ".