Salmos 27

1 De Davi. O Senhor é minha luz e minha salvação, a quem temerei? O Senhor é o protetor de minha vida, de quem terei medo?

2 Quando os malvados me atacam para me devorar vivo, são eles, meus adversários e inimigos, que resvalam e caem.

3 Se todo um exército se acampar contra mim, não temerá meu coração. Se se travar contra mim uma batalha, mesmo assim terei confiança.

4 Uma só coisa peço ao Senhor e a peço incessantemente: é habitar na casa do Senhor todos os dias de minha vida, para admirar aí a beleza do Senhor e contemplar o seu santuário.

5 Assim, no dia mau ele me esconderá na sua tenda, ocultar-me-á no recôndito de seu tabernáculo, sobre um rochedo me erguerá.

6 Mas desde agora ele levanta a minha cabeça acima dos inimigos que me cercam; e oferecerei no tabernáculo sacrifícios de regozijo, com cantos e louvores ao Senhor.

7 Escutai, Senhor, a voz de minha oração, tende piedade de mim e ouvi-me.

8 Fala-vos meu coração, minha face vos busca; a vossa face, ó Senhor, eu a procuro.

9 Não escondais de mim vosso semblante, não afasteis com ira o vosso servo. Vós sois o meu amparo, não me rejeiteis. Nem me abandoneis, ó Deus, meu Salvador.

10 Se meu pai e minha mãe me abandonarem, o Senhor me acolherá.

11 Ensinai-me, Senhor, vosso caminho; por causa dos adversários, guiai-me pela senda reta.

12 Não me abandoneis à mercê dos inimigos, contra mim se ergueram violentos e falsos testemunhos.

13 Sei que verei os benefícios do Senhor na terra dos vivos!

14 Espera no Senhor e sê forte! Fortifique-se o teu coração e espera no Senhor!

1 David.Dominus illuminatio mea et salus mea; quem timebo?Dominus protector vitae meae; a quo trepidabo?

2 Dum appropiant super me nocentes,ut edant carnes meas;qui tribulant me et inimici mei,ipsi infirmati sunt et ceciderunt.

3 Si consistant adversum me castra,non timebit cor meum;si exsurgat adversum me proelium, in hoc ego sperabo.

4 Unum petii a Domino, hoc requiram:ut inhabitem in domo Dominiomnibus diebus vitae meae,ut videam voluptatem Dominiet visitem templum eius.

5 Quoniam occultabit me in tentorio suoin die malorum.Abscondet me in abscondito tabernaculi sui,in petra exaltabit me.

6 Et nunc exaltatur caput meumsuper inimicos meos in circuitu meo.Immolabo in tabernaculo eius hostias vociferationis,cantabo et psalmum dicam Domino.

7 Exaudi, Domine, vocem meam, qua clamavi;miserere mei et exaudi me.

8 De te dixit cor meum: " Exquirite faciem meam! ".Faciem tuam, Domine, exquiram.

9 Ne avertas faciem tuam a me,ne declines in ira a servo tuo.Adiutor meus es tu, ne me reiciasneque derelinquas me, Deus salutis meae.

10 Quoniam pater meus et mater mea dereliquerunt me,Dominus autem assumpsit me.

11 Ostende mihi, Domine, viam tuamet dirige me in semitam rectam propter inimicos meos.

12 Ne tradideris me in animam tribulantium me,quoniam insurrexerunt in me testes iniqui,et qui violentiam spirant.

13 Credo videre bona Domini in terra viventium.

14 Exspecta Dominum, viriliter age,et confortetur cor tuum, et sustine Dominum.