Salmos 35

1 Defende-me, Senhor, dos que me acusam; luta contra os que lutam comigo.

2 Toma os escudos, o grande e o pequeno; levanta-te e vem socorrer-me.

3 Empunha a lança e o machado de guerra contra os meus perseguidores. Dize à minha alma: "Eu sou a sua salvação".

4 Sejam humilhados e desprezados os que procuram matar-me; retrocedam envergonhados aqueles que tramam a minha ruína.

5 Que eles sejam como a palha ao vento, quando o anjo do Senhor os expulsar;

6 seja a vereda deles sombria e escorregadia, quando o anjo do Senhor os perseguir.

7 Já que, sem motivo, prepararam contra mim uma armadilha oculta e, sem motivo, abriram uma cova para mim,

8 que a ruína lhes sobrevenha de surpresa: sejam presos pela armadilha que prepararam, caiam na cova que abriram, para a sua própria ruína.

9 Então a minha alma exultará no Senhor e se regozijará na sua salvação.

10 Todo o meu ser exclamará: "Quem se compara a ti, Senhor? Tu livras os necessitados daqueles que são mais poderosos do que eles, livras os necessitados e os pobres daqueles que os exploram".

11 Testemunhas maldosas enfrentam-me e questionam-me sobre coisas de que nada sei.

12 Elas me retribuem o bem com o mal e procuram tirar-me a vida.

13 Contudo, quando estavam doentes, usei vestes de lamento, humilhei-me com jejum e recolhi-me em oração.

14 Saí vagueando e pranteando, como por um amigo ou por um irmão. Eu me prostrei enlutado, como quem lamenta por sua mãe.

15 Mas, quando tropecei, eles se reuniram alegres; sem que eu o soubesse, ajuntaram-se para me atacar. Eles me agrediram sem cessar.

16 Como ímpios caçoando do meu refúgio, rosnaram contra mim.

17 Senhor, até quando ficarás olhando? Livra-me dos ataques deles, livra a minha vida preciosa desses leões.

18 Eu te darei graças na grande assembléia; no meio da grande multidão te louvarei.

19 Não deixes que os meus inimigos traiçoeiros se divirtam à minha custa; não permitas que aqueles que sem razão me odeiam troquem olhares de desprezo.

20 Não falam pacificamente, mas planejam acusações falsas contra os que vivem tranqüilamente na terra.

21 Com a boca escancarada, riem de mim e me acusam: "Nós vimos! Sabemos de tudo! "

22 Tu viste isso, Senhor! Não fiques calado. Não te afastes de mim, Senhor,

23 Acorda! Desperta! Faze-me justiça! Defende a minha causa, meu Deus e Senhor.

24 Senhor, meu Deus, tu és justo; faze-me justiça para que eles não se alegrem à minha custa.

25 Não deixes que pensem: "Ah! Era isso que queríamos! ", nem que digam: "Acabamos com ele! "

26 Sejam humilhados e frustrados todos os que se divertem à custa do meu sofrimento; cubram-se de vergonha e desonra todos os que se acham superiores a mim.

27 Cantem de alegria e regozijo todos os que desejam ver provada a minha inocência, e sempre repitam: "O Senhor seja engrandecido! Ele tem prazer no bem-estar do seu servo".

28 Minha língua proclamará a tua justiça e o teu louvor o dia inteiro.

1 Contend, LORD, with those who contend with me; fight against those who fight against me.

2 Take up shield and armor; arise and come to my aid.

3 Brandish spear and javelin "against those who pursue me. Say to me, "I am your salvation."

4 May those who seek my life be disgraced and put to shame; may those who plot my ruin be turned back in dismay.

5 May they be like chaff before the wind, with the angel of the LORD driving them away;

6 may their path be dark and slippery, with the angel of the LORD pursuing them.

7 Since they hid their net for me without cause and without cause dug a pit for me,

8 may ruin overtake them by surprise — may the net they hid entangle them, may they fall into the pit, to their ruin.

9 Then my soul will rejoice in the LORD and delight in his salvation.

10 My whole being will exclaim, "Who is like you, LORD? You rescue the poor from those too strong for them, the poor and needy from those who rob them."

11 Ruthless witnesses come forward; they question me on things I know nothing about.

12 They repay me evil for good and leave me like one bereaved.

13 Yet when they were ill, I put on sackcloth and humbled myself with fasting. When my prayers returned to me unanswered,

14 I went about mourning as though for my friend or brother. I bowed my head in grief as though weeping for my mother.

15 But when I stumbled, they gathered in glee; assailants gathered against me without my knowledge. They slandered me without ceasing.

16 Like the ungodly they maliciously mocked; "they gnashed their teeth at me.

17 How long, Lord, will you look on? Rescue me from their ravages, my precious life from these lions.

18 I will give you thanks in the great assembly; among the throngs I will praise you.

19 Do not let those gloat over me who are my enemies without cause; do not let those who hate me without reason maliciously wink the eye.

20 They do not speak peaceably, but devise false accusations against those who live quietly in the land.

21 They sneer at me and say, "Aha! Aha! With our own eyes we have seen it."

22 LORD, you have seen this; do not be silent. Do not be far from me, Lord.

23 Awake, and rise to my defense! Contend for me, my God and Lord.

24 Vindicate me in your righteousness, LORD my God; do not let them gloat over me.

25 Do not let them think, "Aha, just what we wanted!" or say, "We have swallowed him up."

26 May all who gloat over my distress be put to shame and confusion; may all who exalt themselves over me be clothed with shame and disgrace.

27 May those who delight in my vindication shout for joy and gladness; may they always say, "The LORD be exalted, who delights in the well-being of his servant."

28 My tongue will proclaim your righteousness, your praises all day long.