Salmos 36

1 Há no meu íntimo um oráculo a respeito da maldade do ímpio: Aos seus olhos é inútil temer a Deus.

2 Ele se acha tão importante, que não percebe nem rejeita o seu pecado.

3 As palavras da sua boca são maldosas e traiçoeiras; abandonou o bom senso e não quer fazer o bem.

4 Até na sua cama planeja maldade; nada há de bom no caminho a que se entregou, e ele nunca rejeita o mal.

5 O teu amor, Senhor, chega até os céus; a tua fidelidade até as nuvens.

6 A tua justiça é firme como as altas montanhas; as tuas decisões insondáveis como o grande mar. Tu, Senhor, preservas tanto os homens quanto os animais.

7 Como é precioso o teu amor, ó Deus! Os homens encontram refúgio à sombra das tuas asas.

8 Eles se banqueteiam na fartura da tua casa; tu lhes dás de beber do teu rio de delícias.

9 Pois em ti está a fonte da vida; graças à tua luz, vemos a luz.

10 Estende o teu amor aos que te conhecem, a tua justiça aos que são retos de coração.

11 Não permitas que o arrogante me pisoteie, nem que a mão do ímpio me faça recuar.

12 Lá estão os malfeitores caídos, lançados ao chão, incapazes de levantar-se!

1 I have a message from God in my heart concerning the sinfulness of the wicked: "There is no fear of God before their eyes.

2 In their own eyes they flatter themselves too much to detect or hate their sin.

3 The words of their mouths are wicked and deceitful; they fail to act wisely or do good.

4 Even on their beds they plot evil; they commit themselves to a sinful course and do not reject what is wrong.

5 Your love, LORD, reaches to the heavens, your faithfulness to the skies.

6 Your righteousness is like the highest mountains, your justice like the great deep. You, LORD, preserve both people and animals.

7 How priceless is your unfailing love, O God! People take refuge in the shadow of your wings.

8 They feast on the abundance of your house; you give them drink from your river of delights.

9 For with you is the fountain of life; in your light we see light.

10 Continue your love to those who know you, your righteousness to the upright in heart.

11 May the foot of the proud not come against me, nor the hand of the wicked drive me away.

12 See how the evildoers lie fallen — thrown down, not able to rise!