Salmos 18

1 Eu te amo, Senhor; tu és minha força.

2 O Senhor é minha rocha, minha fortaleza e meu libertador; meu Deus é meu rochedo, em quem encontro proteção. Ele é meu escudo, o poder que me salva e meu lugar seguro.

3 Clamei ao Senhor, que é digno de louvor, e ele me livrou de meus inimigos.

4 Os laços da morte me cercaram, torrentes de destruição caíram sobre mim.

5 A sepultura me envolveu em seus laços, a morte pôs uma armadilha em meu caminho.

6 Em minha aflição, clamei ao Senhor; sim, pedi socorro a meu Deus. De seu santuário ele me ouviu; meu clamor chegou a seus ouvidos.

7 A terra se abalou e estremeceu; tremeram os fundamentos dos montes, agitaram-se por causa de sua ira.

8 De suas narinas saiu fumaça, de sua boca, fogo consumidor; brasas vivas saíram dele.

9 Ele abriu os céus e desceu, com nuvens escuras de tempestade sob os pés.

10 Montado num querubim, pairava sobre as asas do vento.

11 Envolveu-se num manto de escuridão, em densas nuvens de chuva.

12 Nuvens espessas escondiam o brilho ao seu redor e faziam chover granizo e brasas vivas.

13 O Senhor trovejou dos céus; a voz do Altíssimo ressoou, em meio ao granizo e às brasas vivas.

14 Atirou flechas e dispersou seus inimigos, lançou muitos raios e os fez fugir em confusão.

15 Então, por tua ordem, Senhor, com o forte sopro de tuas narinas, o fundo do mar apareceu, e os alicerces da terra ficaram expostos.

16 Dos céus estendeu a mão e me resgatou; tirou-me de águas profundas.

17 Livrou-me de inimigos poderosos, dos que me odiavam e eram fortes demais para mim.

18 Quando eu estava angustiado, eles me atacaram, mas o Senhor me sustentou.

19 Ele me levou a um lugar seguro e me livrou porque se agrada de mim.

20 O Senhor me recompensou por minha justiça; por causa de minha inocência, me restaurou.

21 Pois guardei os caminhos do Senhor; não me afastei de meu Deus para seguir o mal.

22 Cumpri todos os seus estatutos e nunca abandonei seus decretos.

23 Sou inculpável diante de Deus; do pecado me guardei.

24 O Senhor me recompensou por minha justiça; ele viu minha inocência.

25 Aos fiéis te mostras fiel, e, aos íntegros, mostras integridade.

26 Aos puros te mostras puro, mas, aos perversos, te mostras astuto.

27 Livras os humildes, mas humilhas os orgulhosos.

28 Manténs acesa minha lâmpada; o Senhor, meu Deus, ilumina minha escuridão.

29 Com tua força, posso atacar qualquer exército; com meu Deus, posso saltar qualquer muralha.

30 O caminho de Deus é perfeito; as promessas do Senhor sempre se cumprem; ele é escudo para todos que nele se refugiam.

31 Pois quem é Deus, senão o Senhor? Quem é rocha firme, senão o nosso Deus?

32 Deus me reveste de força e remove os obstáculos de meu caminho.

33 Torna meus pés ágeis como os da corça e me sustenta quando ando pelos montes.

34 Treina minhas mãos para a batalha e fortalece meus braços para vergar o arco de bronze.

35 Tu me deste teu escudo de vitória; tua mão direita me sustenta, teu socorro me engrandece.

36 Abriste um caminho largo para meus pés, de modo que não vacilem.

37 Persegui meus inimigos e os alcancei; não retornei enquanto não foram derrotados.

38 Eu os feri até que não pudessem se levantar; tombaram diante de meus pés.

39 Tu me armaste fortemente para a batalha; ajoelhaste meus inimigos diante de mim.

40 Puseste o pescoço deles sob meus pés; destruí todos que me odiavam.

41 Pediram ajuda, mas ninguém os socorreu; clamaram ao Senhor, mas ele não respondeu.

42 Eu os moí tão fino como o pó da terra; eu os lancei fora como a lama das ruas.

43 Tu me livraste de meus acusadores e me puseste como governante das nações; povos que eu não conhecia agora me servem.

44 Rendem-se assim que ouvem sobre meus feitos; nações estrangeiras se encolhem diante de mim.

45 Todos eles perdem a coragem e, tremendo, saem de suas fortalezas.

46 O Senhor vive! Louvada seja minha Rocha! Exaltado seja o Deus de minha salvação!

47 Ele é o Deus que se vinga dos que me fazem o mal; sujeita as nações ao meu poder

48 e me livra de meus adversários. Tu me manténs em segurança, fora do alcance de meus inimigos; de homens violentos me livras.

49 Por isso, ó Senhor, te louvarei entre as nações; sim, cantarei louvores ao teu nome.

50 Concedes grandes vitórias ao teu rei e mostras amor por teu ungido, por Davi e todos os seus descendentes, para sempre!

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.