Salmos 71

1 Em ti, Senhor, me refugio; não permitas que eu seja envergonhado.

2 Salva-me e resgata-me, pois tu és justo. Inclina teu ouvido para me escutar e livra-me.

3 Sê minha rocha de refúgio, onde sempre posso me esconder. Dá ordem para que eu seja liberto, pois és minha rocha e minha fortaleza.

4 Livra-me, meu Deus, do poder dos perversos, das garras dos opressores cruéis.

5 Só tu, Senhor, és minha esperança; confio em ti, Senhor, desde a infância.

6 Sim, de ti dependo desde meu nascimento; cuidas de mim desde o ventre de minha mãe. Sempre te louvarei!

7 Minha vida é exemplo para muitos, pois tens sido minha força e meu refúgio.

8 Por isso, não deixo de te louvar; o dia todo declaro tua glória.

9 Não me rejeites agora, em minha velhice; não me abandones quando me faltam as forças.

10 Pois meus inimigos falam contra mim; juntos, planejam me matar.

11 Dizem: “Deus o abandonou! Vamos persegui-lo e prendê-lo, pois agora ninguém o livrará”.

12 Ó Deus, não permaneças distante; vem depressa me socorrer, meu Deus.

13 Traz vergonha e destruição sobre meus acusadores, cobre de vergonha e humilhação os que desejam me prejudicar.

14 Eu, porém, continuarei a esperar em ti e te louvarei cada vez mais.

15 Falarei a todos de tua justiça; o dia todo, anunciarei tua salvação, embora não seja habilidoso com as palavras.

16 Louvarei teus feitos poderosos, Senhor Soberano; contarei a todos que somente tu és justo.

17 Ó Deus, desde a infância me tens ensinado, e até hoje anuncio tuas maravilhas.

18 Não me abandones, ó Deus, agora que estou velho, de cabelos brancos. Deixe-me proclamar tua força a esta nova geração, teu poder a todos que vierem depois de mim.

19 Tua justiça, ó Deus, chega até os mais altos céus; tens feito coisas grandiosas. Quem se compara a ti, ó Deus?

20 Permitiste que eu passasse por muito sofrimento, mas ainda restaurarás minha vida e me farás subir das profundezas da terra.

21 Tu me darás ainda mais honra e voltarás a me confortar.

22 Então te louvarei com instrumento de cordas, pois és fiel às tuas promessas, ó meu Deus. Cantarei louvores a ti com a harpa, ó Santo de Israel.

23 Darei gritos de alegria e cantarei louvores a ti, pois tu me resgataste.

24 Anunciarei, o dia todo, teus feitos de justiça, pois foram envergonhados e humilhados todos que tentaram me prejudicar.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.